Uncategorized

Justiça mantém prisão de Marcelo Odebrecht

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve nesta quarta-feira, 7, a prisão do empresário Marcelo Odebrecht. Ele está preso desde 19 de junho pela Operação Lava-Jato. O desembargador João Pedro Gebran Neto afirmou que a prisão se justifica, pois foram recebidas informações sobre movimentação bancária de contas no exterior, de quebras de sigilo telefônico, de dados da agenda telefônica do empresário. As informações são d’O Globo.

Para o desembargador, o presidente da Odebrecht “aparece muito próximo aos fatos” e foram identificadas anotações dele a executivos da empresa “no sentido de eliminar provas e dificultar sua obtenção”. Na avaliação dele, a prisão cautelar é justificada pela tentativa de interferir na instrução processual. A empresa não quis se manifestar.

“Embora sejam muitos os envolvidos, alguns soltos e outros presos, a cessação das atividades ilícitas somente ocorrerá com a segregação dos principais atores. O papel de proeminência dentro do grupo criminoso tem sido um dos critérios adotados pelo juiz de primeiro grau, o qual merece ser privilegiado por esta corte regional”, disse o desembargador em despacho.

2 Comentários

  1. Quais seriam os principais atores que deixariam de praticar ilícitos com a segregação?

Comente