Uncategorized

Foton será bem vinda ao Paraná, diz Richa

Governador Beto Richa visita a montadora de caminhões Foton,  em Pequim, China. Pequim,15/10/2015.Foto: Divulgação Governador Beto Richa visita a montadora de caminhões Foton, em Pequim, China.

O governador Beto Richa (PSDB) e a comitiva paranaense reforçaram nesta quinta-feira, 15, ao presidente da montadora Foton, Ma Rentao, o interesse do Paraná na implantação de uma fábrica de automóveis e caminhões da empresa no Estado.

Richa afirmou estar impressionado com os padrões tecnológicos da planta industrial visitada pela comitiva paranaense. “Não por acaso, a China se tornou a segunda maior economia do planeta em tão curto espaço de tempo”, disse ele.

Governador Beto Richa visita a montadora de caminhões Foton,  em Pequim, China. Pequim,15/10/2015.Foto: Divulgação

As discussões entre o Paraná e a companhia chinesa começaram em março deste ano, com a missão do presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Adalberto Netto, à China. Em junho, executivos da Foton estiveram no Paraná para conhecer os potenciais parceiros no Estado.

Fundada em 1996, a Beiqi Foton Motor, produz caminhões, ônibus, picapes, utilitários, minivans e máquinas agrícolas. Tem joint ventures com outras empresas automotivas, como a Daimler AG e a Cummings Engines. A Foton é a maior fabricante de caminhões da China e está na 43.a posição entre as maiores empresas daquele país. Conta com 29 mil funcionários.

9 Comentários

  1. Com todo respeito, senhor governador, a China se transformou na segunda maior economia do mundo porque escraviza seus funcionários e os obriga e fazerem jornadas insanas, sem direito a nada. Dai qualquer jumento se daria bem.

  2. antonio carlos Responder

    O que o Betiho viu na China foram as junções das tecnologias alemãs e americanas nos “brutos” montados pelos chineses. Os chineses cultivam um dom muito raro por aqui, eles não perdem tempo tentando o que nós temos a mania de tentar, reinventar a roda, eles simplesmente copiam o que não conseguem criar. Simples assim.

  3. Já não tem uma fábrica de caminhões chineses em Campina Grande do Sul? Passando pela estrada, proximidades do Hospital Angelina Caron, vi um pátio cheio de caminhões novos de uma marca estranha. Mas não vi nenhum rodando até hoje.

  4. Aristides Tabo Responder

    Sr. Richa,

    O Brasil e o Paraná não precisa de mais fábricas de caminhão e sim de ferrovias.

Comente