Uncategorized

“Requião vai dissolver diretório do PMDB de Curitiba”, alerta Doático

Na sua conta no twitter, o secretário-geral do PMDB de Curitiba alerta que o senador Roberto Requião, que controla o partido no Paraná, vai mandar dissolver o diretório municipal da capital paranaense às vésperas da convenção estadual do próximo sábado, 24. “Requião manda dissolver diretório do PMDB de Curitiba na sexta-feira (23). A menos de 24h da convenção estadual.do partido”, disse Doático. A estratégia de Requião, segundo Doático, é para inviabilizar os votos dos convencionais do partido em Curitiba.

5 Comentários

  1. O Ditador Requião está com medo que quê ? Tem que ser muito covarde para tal atitude, mas dele não se deve esperar nada de bom, só mesmo as falcatruas costumeiras

  2. Aprendeu com os DITADORES e com petistas. Essa amizade “interesseira” dá mostras do que virou o PMDB no Paraná. A DITADURA PARTIDÁRIA ornou-se uma regra entre os partidos políticos, haja vista de que a maioria do povo não quer se filiar a partido algum, numa demonstração de MENOSPREZO aos mesmos.

  3. CLOVIS PENA - Mão estendida Responder

    Em gesto pouco usual, lembro que Requião mais de uma vez estendeu a mão para os adversários internos do partido.
    Em troca, foi desacatado.
    O assunto evoluiu para questões nitidamente pessoais, com embates em nível lamentável, distantes da postura de quem pretende fazer algo pelo Paraná.

    Agora, no ponto em que está, resta aos perdedores buscar alternativas em outras plagas.
    Para mim, nem um nem outro.

    É preciso acabar com a Capitania hereditária em que estamos.
    ………………..

  4. Em Fazenda Rio Grande o diretório que já existia há anos foi dissolvido e cedido para o povo da prefeitura do PSDB. Segundo informação de ex integrante, a missão foi dada ao Requião Junior que se demonstrou uma pessoa extremamente arrogante e que destratou quem sempre defendeu o nome do pai dele. O fim disso já está desenhado, o filhote não se cria na política e o PMDB paranaense perderá mais da metade dos votos que fez nas eleições passadas.

Comente