Uncategorized

Eduardo Cunha definirá pedidos de impeachment em novembro

cunha - agencia camara

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB­-RJ), confirmou nesta quinta­-feira, 29, que definirá em novembro se vai deferir ou não os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) que foram protocolados na Casa. “Vamos, no curso do mês de novembro, tomar uma decisão. Mas não vamos estimular o debate”, disse o peemedebista. Ele não sinalizou, porém, qual será seu veredicto sobre os pareceres dos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Junior e do advogado Luís Carlos Crema, que são considerados pela oposição os mais consistentes. As informações são do Estadão.

Embora não tenha fixado uma data para deflagrar o processo, o Estado apurou que Cunha planeja bater o martelo nas duas últimas semanas do mês. A ideia é deixar claro que ele não foi influenciado pelo ultimato dado por líderes de partidos de oposição que definiram o dia 15 como “prazo”.

Como a decisão é monocrática e não há um prazo definido no regimento interno da Câmara para que seja tomada, havia entre deputados de oposição o temor de que Cunha procrastinasse o processo.

2 Comentários

  1. ….VAMOS DE BORIS CASOY…..

    …..É UMA VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!…….

    …PN prof. –

  2. Caro FÁBIO, será que após a manifestação do Dep. Eduardo Cunha, em que definirá o caso da Presidente DILMA A PERDULÁRIA ela terá seu mandato cassado por desvios, acobertamento, omissão e pedaladas antes do final do ano, ou teremos que aguardar até março, com o pagamento de mais 03 salários. E o caso dele Eduardo, apenas deixará a presidência daquela casa ou terá o mandato cassado por corrupção ativa e demais desvios. A sociedade deve manifestar-se a favor da cassação de acordo com a sua consciência, pois os malandros deputados e senadores não se posicionarão por absoluto despreparo, incompetência e RECEIO e rabo preso. A sociedade pagará essa conta. Essa conta é por demais cara, atingindo os idosos, estudantes, doentes, que o governo não respeita. Atenciosamente.

Comente