Uncategorized

Eleição de 2016 terá recorde de partidos

francischini - foto agencia camara

As eleições municipais de 2016 terão um número recorde de partidos. Segundo o TSEl, 35 legendas estão habilitadas para participar da disputa por prefeituras e vagas nas câmara municipais no ano que vem. São cinco siglas a mais do que as que estavam registradas para a última eleição municipal de 2012. De lá para cá foram criados e obtiveram o registro na Justiça Eleitoral o Pros e o Solidariedade (SD) em 2013. Este ano, mais três legendas garantiram direito de entrar no páreo: o Partido Novo, a Rede Sustentabilidade e o Partido da Mulher Brasileira. As informações são de Ivan Santos, Bem Paraná.

Desses, pelo menos três já manifestaram intenção de lançarem candidatos próprios à sucessão do prefeito Gustavo Fruet (PDT). O Solidariedade já tem inclusive um nome escalado para a disputa: o deputado federal Fernando Francischini, que preside a legenda no Paraná.

Francischini já se declarou publicamente como pré-candidato a prefeito. Pesa sobre suas chances o desgaste sofrido pelo episódio do confronto entre professores em greve e policiais, em 29 de abril, no Centro Cívico, durante a votação pela Assembleia Legislativa das mudanças no fundo de aposentadoria do funcionalismo público estadual, que resultou em mais de 200 feridos e acabou levando-o a pedir demissão do cargo de Secretário de Estado da Segurança Pública.

O deputado garante, porém, que tem elementos para se defender e diz querer usar justamente a campanha para apresentar sua versão do episódio. Ele alega que um grupo de militantes radicais ligados à CUT e ao PT teria se infiltrado na manifestação dos professores para provocar a polícia e deflagrar o conflito. Francischini aposta ainda na rejeição ao PT na Capital paranaense e na notoriedade obtida por ele como ferrenho opositor do partido no Congresso para angariar votos.

Sonháticos – Outra sigla que deve estrear no ano que vem é a Rede – criada sob a liderança da ex-ministra Marina Silva. “A eleição, pelas pesquisas deverá ter dois turnos, e esperamos estar no segundo turno”, diz o vereador Jorge Bernardi, que trocou recentemente o PDT depois de 28 anos no partido, optando pela sigla dos “sonháticos” após romper com o grupo do prefeito.

Bernardi alega que Fruet “distanciou-se” da população, ao utilizar-se “das práticas da velha política, de conseguir apoio através de cargos públicos”. O vereador afastou-se do prefeito depois que Fruet apoiou a eleição de Aílton Araújo (PSC) para a presidência da Câmara, no final do ano passado. A Rede aposta no desgaste dos partidos políticos tradicionais – incluindo o PT, em razão da crise econômica e dos escândalos do mensalão e da Petrobras – para atrair os votos do eleitorado progressista e de esquerda.

Outra legenda que pode entrar na briga é o Partido Novo, que na semana passada, promoveu evento de arrecadação de recursos com um jantar em Santa Felicidade. A sigla tem como bandeira a redução da carga tributária e o fato de ser formado por profissionais liberais que nunca tiveram envolvimento com a política tradicional. Outra “causa” defendida pela legenda é o fim do fundo partidário.

6 Comentários

  1. quem gosta dele são os professores…. agora os professores tem que da parabens para prefeito GUSTAVO FRUET, sim , foi ele que socorreu eles, na hora mais difícil que os professores passaram, esse dia. viva nosso prefeito..

  2. QUANDO NOS POVO VAMOS CAIR NA REAL ,35 LEGENDA
    AUMENTO DE POLITICOS ,FALTA DE SEGURANÇA,EDUCAÇAO, TRANSPORTE, MORADIA, SAUDE E ODINHEIRO ARRECADADO COM IMPOSTOS ABSURDOS PARA PAGAR OS QUE CRIAM LEGENDAS
    PARA AUMENTAR A ROUBALHEIRA E NÓS CONCARDANDO , VOTEMOS PARANÁ ESSE É O FRUTO
    QUE EU NAO QUERO PARA MEUS FILHOS ,NETOS BISNETOS POIS MAIS VALE TER CARATER MORAL E RESPEITO DO QUE SER POLITICO NO BRASIL.

  3. PARANAENSE-BRASILEIRO Responder

    QUANDO NOS POVO VAMOS CAIR NA REAL ,35 LEGENDA
    AUMENTO DE POLITICOS ,FALTA DE SEGURANÇA,EDUCAÇAO, TRANSPORTE, MORADIA, SAUDE E ODINHEIRO ARRECADADO COM IMPOSTOS ABSURDOS PARA PAGAR OS QUE CRIAM LEGENDAS
    PARA AUMENTAR A ROUBALHEIRA E NÓS CONCARDANDO , VOTEMOS PARANÁ ESSE É O FRUTO
    QUE EU NAO QUERO PARA MEUS FILHOS ,NETOS BISNETOS POIS MAIS VALE TER CARATER MORAL E RESPEITO DO QUE SER POLITICO NO BRASIL.

  4. Francischini Covarde Responder

    Coitado desse palerma Francischini, foi covarde com os professores e também com a tropa que comandava quando foi Secretário de Segurança.
    Nunca imaginei que alguém no mais alto posto de comando de segurança, pudesse se queimar em dose dupla, pois além de se dizer especialista na área, não teve capacidade de prever que haviam militantes infiltrados no movimento dos professores e funcionários públicos contrários a votação da AL sobre a previdência dos funcionários públicos.
    Desta forma, se mostrou incompetente e além de não saber conduzir a manifestação, acabou atribuindo culpa ao comandante da polícia militar e consequentemente a tropa.
    Enfim, alguém que não tem culhão para assumir responsabilidades e culpa subordinados por suas cagadas, não merece e tampouco tem condições de ser candidato a prefeitura de curitiba.
    Sabemos que o atual prefeito de curitiba é um banana boca mole também e deve perder a eleição de 2016 pela sua incapacidade de administrar a cidade e não cumprir inúmeras promessas de campanha mais não será um delegado calça curta tipo desses que só sabem ficar atrás de escrivaninha e quando vai para o operacional, se borra de medo, não sabe o que fazer, leva corridão de manifestantes tipo sessão pastelão e assim, que se toque e crie vergonha na cara e pare de achar que será o salvador da pátria porque isso não existe.
    Fruet e Francischini tiveram suas chances e se mostraram incompetentes e serão escrachados na campanha por suas lambanças.
    Servirão apenas de refresco durante a propaganda eleitoral e farão os eleitores rirem das suas caras.

  5. Bacharel em Direito Responder

    Então o Solidariedade não tem pré-candidato, simples assim, pois esse Francischini é PIADA, kkkkk

Comente