Uncategorized

20 pontos de bloqueios nas estradas do Paraná

imageL

O movimento dos caminhoneiros, embora não tenha apoio total da categoria, cresce. No Paraná, São 20 pontos de bloqueios nas estradas. O movimento permite a passagem de ambulâncias, bombeiros e caminhões com cargas vivas. Não há reivindicações objetivas. Há protesto contra a crise, as condições das estradas , principalmente, o pedido de renúncia da presidente Dilma.

6 Comentários

  1. Se os sem-terra que nunca trabalharam na terra tem seu João Pedro Stedile, fanfarrão que afina na hora do confronto; deixe os caminhoneiros com seu Schmidt, que fala melhor e não é fanfarrão.

  2. Zé de New York. Responder

    Estes “profissionais” ao invés de fazer manifestação, deveriam fazer cursos de direção para não cometerem mais os crimes de trânsito que tanto comentem nas estradas, com fechadas e até ultrapassagens em lugares perigosos. Mas se manifestar é válido, desde que não atrapalhe a vida dos outros.

  3. Parreiras Rodrigues Responder

    Saõ desinteligentes os caminhoneiros, antes chamados de heróis das estradas. Ganhariam a simpatia da população se permanecessem em suas casas. Existem milhares deles que passam dois meses por ano com a família.
    E são redundantes: Como parar algo parado?

  4. Bravos caminhoneiros!
    A manifestação dos caminhoneiros, sem apoio dos sindicalistas, que iniciou nesta segunda feira (09/11) em várias regiões, paralisa o Brasil. “Brava gente brasileira! Longe vá temor servil; Ou ficar a Pátria livre; Ou morrer pelo Brasil.”
    Os grilhões de um sistema judiciário e político corrupto, ainda tentam nos forjar com suas perfídias faces hostis da forma mais perversa, astutas e ardil.
    O movimento grevista dos caminhoneiros é mais que legítimo, principalmente porque não tem a manipulação ardilosa dos sindicalistas que agem sempre a serviço de interesses de partidos políticos.
    Os caminhoneiros são heróis brasileiros que trabalham dez, doze horas ou mais, para honrar seus compromissos financeiros e a mobilização, provavelmente aconteceu espontaneamente. A indignação coletiva acontece na medida em que todos se depararam com a mesma situação. A partir dos encontros diários nos postos de combustíveis, onde abastecem seus caminhões ou nos restaurantes onde fazem suas refeições.
    A classe dos caminhoneiros nada mais é que uma amostra da indignação de todos os brasileiros. A crise afeta o emocional do coletivo, quando não deslumbramos um futuro melhor para nossa geração. Mais que a crise econômica e financeira que o povo está sofrendo é a crise da desesperança de um povo cansado de acreditar e não tem mais em quem crer.
    A revolta dos caminhoneiros é a revolta de cada brasileiro, que votou no Partido dos Trabalhadores, acreditando ser governado por um grupo que representava a parcela da sociedade trabalhadora e honesta.
    A casa caiu, o rei está nu! Mas ninguém tem coragem de falar, os sistemas tentam cercear o povo de ver o obvio. Os maiorais do judiciário e do legislativo acomunados com o executivo, tentam disfarçar a nudez do rei.
    O Partido dos Trabalhadores venceu as eleições em 2001 com uma vitória expressiva. Era a esperança de um povo que estava desiludido por um sistema viciado no qual a elite governante excluía os menos favorecidos. No entanto, o povo continua desiludido, e pior, sem esperança no porvir.
    “Brava gente brasileira! Longe vá temor servil; Ou ficar a Pátria livre; Ou morrer pelo Brasil.”
    Vamos juntos!
    Por Carlos Bahia

  5. Enquanto isso, nossa maior emissora de TV usa a tática do AVESTRUZ:

    Enfia a cabeça na areia.

    Alguma entrevista com os grevistas?

    Não mostram a greve de perto.
    Ontem, o Telejornal da manhã exibia as imagens do Trevo de Guarapuava (SEM GREVE).

    Fazendo de conta que a manifestação não era grande.

    Fossem 15 ou 20 pelegos da APP, com faixas na Praça Nossa Sra. de Salete, hummm, daria bloco inteiro, com entrevistas e tudo.

  6. O País já estava parado e agora com os caminhoneiros reivindicando aquilo que lhe garante trabalhar com um saldo positivo vamos a falência total, tanto economicamente quanto politicamente. O País está no abismo, e não na beira do mesmo. A cada dia que passa mais escândalos são praticados. A ganância pelo Poder tornou-se uma norma e regra, tão somente, para desviar dinheiro para seus políticos, apaniguados e partidos da base aliada, isto é, governista;.

Comente