Uncategorized

França bombardeia Raqqa e pode fechar mesquitas de imãs radicais

image

De O Globo

PARIS – Após os principais líderes da França prometerem guerra ao Estado Islâmico, o Ministério da Defesa francês informou que o país iniciou seus contra-ataques. Com ao menos dez bombardeios, o país realizou uma série de ataques à capital do autoproclamado califado do grupo jihadista, Raqqa. De acordo com a França, o país vem recebendo mais informes de Inteligência dos EUA para compartilhar informações e permitir ataques ao grupo terrorista.

Segundo o ministério, foram atingidos um centro de controle e comando, um campo de recrutamento, um depósito de munição, um estádio, uma prisão secreta e um campo de treinamento. Ao total, foram 20

4 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    O governo medíocre dos socialistas comandado pelo gordinho baixinho, como todo governo socialista, menospreza o terrorismo e o fanatismo religioso. Agora, para tentar recuperar o prestígio perdido, faz manobras pirotécnicas.

  2. Sergio Silvestre Responder

    Ora,vão por terra e vasculhem tudo,atirar bombar aleatoriamente matando inocentes vale né,isso também alem de covardia é terrorismo.
    Invadem a Síria e o Iraque com seus exércitos.

  3. Abriram os portões para as colônias então :
    BUUUUM ,
    ALLAH AK BAH,
    BUM, BUM, BUM,
    RATÁTÁTÁTÁTÁTÁTÁTÁTÁ

  4. Nos países islâmicos é proibido aos cristãos terem suas igrejas e exercerem seus cultos, acho que seria uma boa idéia proibir no ocidente a abertura dessas mesquitas que proliferam o ódio.

Comente