Uncategorized

MP em voo solo

Severino Motta / Radar on-line

Integrantes do Ministério Público Federal têm resistido a enviar dados Pixuleco II para seus colegas da PF em São Paulo.

O caso, que foi desmembrado da Lava Jato pelo STF, investiga um esquema que pode ter rendido propinas na casa dos 40 milhões de reais em negócios relacionados a contratos de empréstimos consignados no âmbito do Ministério do Planejamento.

O receio dos procuradores é que as investigações na PF paulista sejam tocadas por policiais simpáticos ao PT.

4 Comentários

  1. Bacharel em Direito Responder

    O Ministério Público que pare de palhaçada e faça mais, trabalhe mais e pare de querer só holofote. A Polícia Federal é Republicana e não de Governo e já demonstrou isso, inúmeras vezes. O MP é esquizofrênico e a Lava Jato, começou com a POLÍCIA FEDERAL e não com o MP.

  2. Quando a policia age a favor ou contra, estå tudo errado! Para se fazer uma acusação dessa gravidade seria conveniente provocar a corregedoria da PF. A instituição merece respeito, e se isso for verdade os responsåveis devem ser processados!

Comente