Uncategorized

Anotação mostra que BTG pagou R$ 45 mi a Cunha para mudar emenda

cunha2

Anotação apreendida pela Procuradoria-Geral da República aponta que o banco BTG Pactual pagou R$ 45 milhões ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), hoje presidente da Câmara, para ver interesse do banco de André Esteves atendido em uma emenda provisória. As informações são da Folha de S. Paulo.

O texto foi encontrado por policiais federais na casa de Diogo Ferreira, chefe de gabinete do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), e preso com ele na quarta-feira passada (25) no escopo da Operação Lava Jato.

5 Comentários

  1. NA CORDA BAMBA Responder

    Este cara deveria receber o título de Super Cunha. Recebeu
    propina de todos, continua sendo Presidente da Camara, insiste
    que a conta da Suiça não é sua apesar de todas as provas…

  2. O deputado acabou de dizer que o entendimento é ao contrário, que o que ele pretendia não era ajudar os bancos. Só a ele mesmo. O cara é muito vivo, vai acabar convencendo muita gente de que é inocente.

  3. Doutor Prolegômeno Responder

    Este cidadão faz jus ao conjunto de sílabas do seu nome. Agora, parece meio forçada esta tal anotação no verso de um documento. Daqui a pouco, qualquer fila na esquina será culpa de Cunha. Nesta guerra de safados, não sabemos quem é mais e quem é menos.

Comente