Uncategorized

No PMDB, opositores de Dilma e aliados de Temer devem tirar Picciani da liderança na Câmara

picciani

A briga de Leonardo Picciani (PMDB-RJ) agora com o vice-presidente Michel Temer, presidente nacional da legenda, pode custar a liderança do partido na Câmara dos Deputados. Picciani indicou cinco governistas e reservou três vagas aos opositores do governo na comissão especial que vai analisar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

E depois que Temer enviou a carta-desabafo para Dilma, Picciani saiu com esta: “Se ele (Temer) era um vice decorativo, por que desejou manter a aliança? (em 2014)”. A declaração de Picciani foi suficiente para que opositores de Dilma e aliados de Temer articularem um pedido – com a assinatura da maioria dos 66 deputados peemedebistas – de afastamento de Picciani da liderança do PMDB. Eduardo Cunha, presidente da Casa, deve acatar o pedido.

2 Comentários

  1. O BRASIL, NA ATUAL CONJUNTURA POLÍTICA-ECONÔMICA, NECESSITA URGENTEMENTE TROCAR O RADICAL PELO MODERADO, NESSE CASO O TEMER É O NOME IDEAL PARA A CONCILIAÇÃO POLÍTICA NACIONAL, DEIXANDO A PETEZADA-PETROLÃO E SIMPATIZANTES NA CONDIÇÃO DE “CAFÉ COM LEITE”, FAZENDO DE CONTA QUE SERÃO IMPORTANTES NESSE PROCESSO. O BRASIL PRECISA ANDAR PARA FRENTE.

Comente