Uncategorized

Manuela D’Ávila lidera disputa em Porto Alegre,
diz Paraná Pesquisas

manuela davila

Correio do Povo

O Instituto Paraná Pesquisas e o Correio do Povo apresentam nesta segunda-feira a terceira pesquisa da série de consultas realizadas no Estado com o objetivo de avaliar a opinião pública sobre administrações federal e estadual e situação eleitoral em municípios.

A pesquisa realizada em Porto Alegre teve por objetivo avaliar a opinião da população da Capital sobre a administração municipal. Foram apresentados três cenários aos eleitores. Segundo os dados da consulta, a deputada estadual do PC do B, Manuela D´Ávila, venceria o pleito nos diversos cenários, incluindo eventual segundo turno onde ganharia mesmo com alternância de candidatos.

No primeiro cenário, Manuela D´Ávila lidera a pesquisa com 25,3%, pouco mais que o dobro da segunda colocada, a ex-candidata do PSol à Presidência da República, Luciana Genro, que aparece com 12,2% dos votos. Em terceiro lugar estaria o deputado federal do Dem Onyx Lorenzoni (9,7%), seguido da deputada federal do PT Maria do Rosário (9,1%) e do secretário de Educação do governo Sartori, Vieira da Cunha (PDT), com 8,7%, vindo a seguir o vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, do PMDB, com 5,7%; o presidente estadual do PSB, Beto Albuquerque, com 4,8%; o presidente estadual do PSDB, Nelson Marchezan Júnior, com 3,8% e Kevin Krieger, com 1,6%, presidente do PP em Porto Alegre. Neste pesquisa estimulada, 9,1% disseram não saber em quem votariam e 10,1% revelaram que não votariam em nenhum dos candidatos apresentados.

Em um segundo cenário, com o ingresso do senador Lasier Martins (PDT), da ex-governadora Yeda Crusius (PSDB), do deputado federal Henrique Fontana (PT) e do deputado estadual Marcel Van Hatten (PP) como eventuais candidatos, Manuela D´Ávila segue na liderança, com 26,4%, seguida de Lasier Martins com 13,8%.

No terceiro cenário, quando é citado o nome de Nelson Marchezan Júnior (PSDB) no lugar da ex-governadora Yeda Crusius (PSDB), Manuela D’Ávila mantém a liderança com 26,8%, vindo logo a seguir Luciana Genro, com 13,6%.

A pesquisa também consultou os eleitores sobre a possibilidade de segundo turno nas eleições. Em três cenários pesquisados, quando Manuela D’Ávila disputaria com Luciana Genro (PSol), Onyx Lorenzoni (Dem) ou Maria do Rosário (PT), a candidata manteria a liderança em qualquer uma das situações. Em razão da mudança no cenário no município de Canoas, o Correio do Povo não publicará os resultados da pesquisa eleitoral realizada antes da nova situação.

13 Comentários

  1. Mais essa gauchada é burra mesmo:depois do Tarso Genro-do PT-que levou o estado à falência,agora eles vão votar na mulher do partido comunista,PC do B.
    Merecem a ruína mesmo…

  2. A gauchada da Capital está pior de candidatos do que nós, haja gente ruim, coitado deste povo, vão ter que escolher entre os “mais piores” se é que isto é possível e os piores, que bicho será que vai sair de tal escolha? É o horror instalado.

  3. Juro que por alguns momentos senti pena dos gaúchos…. Yeda Crusius, Traso Genro mas depois desta me convenci que enquanto não faltar merda pra gauchada comer eles vão continuar votando na esquerda caviar…..

  4. Tá certo que o Brasil tá cheio de comunistas e o pior deles é o “Falsa direita”, são a maioria dos nossos politicos, mas votar em uma comunista declarada como a Manuela é estupides além da conta, gaúchos pregam o pau da DIlma mas votam em Manuela para prefeito, vai entender !!!

  5. Não dá pra acreditar que essa gauchada sejam um povo sem um minimo de discernimento. Votar em esquerdopatas corruptos, é o fim dos tempos. Acorda povo gauchada.

  6. As únicas mulheres gaúchas que prestam são as misses, as modelos e a senadora Ana Amélia. Esta cocotinha não prendeu ainda o que é democracia, já assisti ela dizer em programa político na TV que o partido comunista brasileiro luta pela democracia à 90 anos, háháháhá………….

  7. Sergio Silvestre Responder

    Os Gauchos quebraram a cara com esse nibelungo ai que está governando o RS eita cara mais imbecilizado
    sô.

  8. Parreiras Rodrigues Responder

    A diversidade de partidos nas direções dos municípios, dos estados e a alternância no poder central é a prova extrema da prática realmente democrática numa Nação!

    O PT liderou pedidos de impeachment contra Collor, FHC e Sarney e os dizia democráticos. O movimento pro impedimento de Dilma é golpé.

    O PT, Oposição, bradava alternancia no poder como premissa da democraccia. Agora, luta pela enternização no mando.

    O PT enganou o eleitorado – parte dele – condenando o programa do adversário para, reeleita a candidata, adotá-lo como solução dos desmandos, das incompetênvcias que levam o Braqsil à derrocada financeira e à falta de credibilidade perante o resto do mundo.

    O PT engabelou carentes ameaçando-os, de, caso perdesse as eleições, os banqueiros iriam tirar a comida da mesa deles e, no Poder, nomeou justamente um banqueiro parra executar o reajuste fiscal que aumenta escandalosamente os impostos, prevê o retorno da CPMF, sem cortar um mm da sua própria carne.

  9. Coitados dos gaúchos, depois será muito tarde para se arrependerem.Essa candidata deve ter aprendido bem a cartilha da mentira petista.

Comente