Uncategorized

Época traz nova denúncia contra Cunha

A Época revela em matéria publicada há pouco na sua edição online que dois novos delatores confessaram à PGR que Eduardo Cunha cobrou propina de R$ 52 milhões para liberar dinheiro do FI-FGTS.

Segundo os delatores Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, da Carioca Engenharia, o montante foi divido em 36 prestações depositadas em contas na Suíça e em Israel.

2 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Imaginem um homem como o Cúnha sendo ainda presidente do congresso,onde temos uma presidente nas cordas,precisando urgente de reformas e este senhor sabotando.
    O sr uaaahhhhhhhh Fachin ao invés de ficar horas naquele blabla bla poderia ao menos sugerir que ele se afaste.

Comente