Uncategorized

Fiani contesta
Virada Cultural

índice
Via Gazeta do Povo

Na política de “aperto de cinto” que o governador Beto Richa (PSDB) promoveu neste ano, sobrou para a Virada Cultural Paraná. O evento aconteceu entre 2012 e 2014 e trouxe na última edição nomes como Sidney Magal, Emicida, Erasmo Carlos, Zeca Baleiro e outros para três dias de shows em oito cidades com mais de 50 mil habitantes. Em 2015, não foi realizado por economia de recursos. E se depender do secretário estadual da Cultura João Luiz Fiani, o evento pode não ocorrer em 2016.

O secretário quer “abrir um debate” sobre a validade da virada como política pública. “A virada cultural sempre foi a virada musical. Se gasta muito dinheiro pagando cachês altos de artistas importantes para três dias de evento. Com o mesmo gasto é possível promover ações culturais em música, literatura, dança, teatro em 150 municípios”, diz.

Na edição de 2014, foram pagos cerca de R$ 900 mil em cachês para shows da Virada Cultural. Os valores foram divididos entre a Seec, as prefeituras que receberam os shows e algumas empresas parcerias do evento. Os gastos com estrutura e segurança ficaram por conta do erário estadual.

“Eu gosto da Virada. Acho legal, sempre vou. Mas na conjuntura atual me parece melhor levar projetos culturais para cidades que estão precisando do que fazer shows em cidades que têm movimento cultural estabelecido e onde atuam produtores que poderiam fazer o mesmos com dinheiro privado ou com recursos da lei Rouanet.”

4 Comentários

  1. Falou tudo João Luiz, apoiado e siga em frente. Gosto de gente que fala a verdade e não fica de enrolação.

  2. Chamar de evento cultural um evento que trás Emicida como atração é um atentado violento ao pudor.Só está faltando trazerem aquele ex-assaltante de carros,hoje chamado de escritor,compositor e,pasmem!,filósofo,do Chico Buarque.
    Dinheiro jogado no lixo que deveria ser empregado em áreas básicas,como segurança,saúde,educação.

  3. ind@ind.com.br Responder

    O GOVERNADOR TEM PRIORIDADES MAIS IMPORTANTES PRA RESOLVER, COMO: SAUDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA PUBLICA, DIVIDA INTERNA, CONTINUE BETO, VOCE ESTA CERTO…..

  4. Valmor Lemainski - Cascavel Responder

    Seria muito mais produtivo se ao invés de ficar “engordando” artista com qualidade duvidosa, usassem o dinheiro para promover festivais regionais de canção, premiando composições e interpretações inéditas… Bons prêmios incentivam as participações e faz primar pela qualidade…

Comente