Uncategorized

Quatro unidades do Mercadorama em Curitiba fecham hoje

noticia_390235_img1_mercadorama

Do Bem Paraná

As unidades do Mercadorama do Centro Cívico, Seminário, Tarumã e Tiradentes estão entre as que fecham nesta quarta-­feira (30). Um grande movimento de consumidores está lotando a unidade do Centro Cívio com descontos de 50% em vários produtos.

No inteior, o Mercadorama de Umuarama, no Noroeste do estado, o Big de Toledo, na região Oeste, o Big de Ponta Grossa e o Big de Maringá, no Norte Central, devem fechar as portas em breve. Os funcionários foram avisados na segunda­- feira (28) pelas gerências de cada unidade.

A rede de supermercados Walmart confirmou na segunda,. através de nota oficial, que vai fechar unidades da rede Mercadorama em Curitiba e no interior do estado. Segundo a empresa, as lojas a serem fechadas são as com baixo desempenho de vendas, mas não quis adiantar quais seriam as lojas, mas funcionários das afetadas já confirmam o fechamento.

O fechamento das lojas é parte da estratégia do Walmart em cortar custos diante da atual conjuntura econômica do País. A empresa calcula que vai fechar cerca de 30 lojas em todo o Brasil – em outros estados, a decisão atinge outras bandeiras da rede, como Big e Sam’s Club.

A rede Mercadorama é uma das mais tradicionais do Paraná. O Estado tem 19 mercados dessa bandeira, sendo 16 em Curitiba. Quatro deles ficam no Centro (Praça Tiradentes, Praça Osório, rua Comendador Araújo e rua Marechal Deodoro, esquina com Mariano Torres) e as outras ficam nos bairros Alto da XV, Bacacheri, Batel, Bigorrilho, Cabral, Centro Cívico, Jardim das Américas, Juvevê, Novo Mundo, Rebouças, São Lourenço e Seminário. Há ainda uma loja em São José dos Pinhais, uma em Maringá e uma em Umuarama. O Walmart não confirmou quais desses estabelecimentos serão fechados.

A nota oficial diz ainda que a empresa vai trabalhar para transferir alguns funcionários das unidades a serem fechadas. Para os que não forem encaixados, a empresa fala em oferecer apoio para “recolocação profissional”.

O Mercadorama foi criado pela família Demeterco há quase 100 anos. Nos anos 80, o grupo adquiriu outra rede de supermercados de Curitiba, o Real. Em 1998, o grupo Sonae comprou todas as lojas, mas manteve a bandeira. O Walmart comprou tudo em 2005 e manteve o nome.

4 Comentários

  1. Se estao fechando supermercados e sinal que o nosso povo já esta com fome e nao tem dinheiro para comprar o seu próprio sustenta,imaginando os bilhões que o PT roubou do Povo Braileiro

  2. Do Interior..... Responder

    é o efeito “marolinha” e o rebaixamento da nota do Brasil pelas agências de risco.

    Como se fosse efeito de narcóticos, petistas propalam aos quatro ventos que o rebaixamento do selo de bom pagador “só interessa aos ricos” e não tem nada a ver com o Brasil maravilha que existe somente na cabeça (minúscula) do PT.

    Porque os petistas não vão perguntar para os funcionários demitidos que as notas das ag~encias de risco não importam ao Brasil? Ou melhor, porque os petistas não trocam de emprego com os funcionários do mercadorama em “favor da causa”.

  3. SYLVIO9 N. ROCHA Responder

    O MERCADORAMA DECIDE ENCERRAR AS ATIVIDADES DE VÁRIAS LOJAS EM CURITIBA. EU PASSEI A SER CLIENTE NA LOJA DA RUA COM. ARAUJO, EM 1980, UM MERCADO MUITO BEM ORGANIZADO E QUE OFERECIA ARTIGOS DE PRIMEIRA LINHA E GRANDE VARIEDADE. HOJE, SOU CLIENTE DA LOJA DO JUVEVÊ, QUE SE TORNOU UM DOS PIORES MERCADOS DA CAPITAL, COM RELAÇÃO AO ESTOQUE DE MERCADORIAS E A SUA GESTÃO QUE PRATICAMENTE NÃO EXISTE. EM CASOS DE RECLAMAÇÃO NÃO EXISTE UM ELEMENTO DISPONÍVEL E O C.LIENYE FICA A

Comente