Uncategorized

MP da leniência permite recursos ilícitos a partidos, diz Procurador

images_cms-image-000475285

Segundo o procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, um dos coordenadores da Lava Jato em Curitiba, a Medida Provisória 703 – que altera a chamada Lei Anticorrupção (12.846/2013) – “é um retrocesso evidente”: “infelizmente, o governo federal com a edição dessa medida provisória, introduziu um risco moral, pois, além de desincentivar o cumprimento da legislação com a mitigação da ameaça de aplicação imediata de sanções de inidoneidade, também deixou claro que não é do interesse do governo que o combate à corrupção avance sobre o sistema de poder econômico que sustenta a atividade político-partidária atual”, afirma Lima.

1 Comentário

  1. O Brasil é dividido em sangue azul e o resto.
    O sangue azul tem toda proteção legal, visto que para acessar dados do sangue azul na receita, tem de passar pelo crivo do chefe hierarquicamente superior, chefe que ocupa cargo por força política, vejam que isto está expresso em decreto: partido político, executivos, parlamentares estão acobertados.
    A lava jato foi uma ecatombe e abalou estruturas oligarcas causando pesadelo nos morubixabas e logo, usam de todos os meios e emails para retornarem ao status quo.
    Cortaram verbas da PF com pretexto desqualificado, quando a arrecadação atinge nível elevado, 2,7 trilhões, porém, aumentam verbas de partidos políticos.
    Usam todas as maneiras para constranger e desmoralizar instituições que zelam pelo cumprimento da Lei.
    Indicaram para o STF ministros alinhados com o pensamento do Partido Político, as decisões emanadas dos ministros, evidencia a subserviencia ao planalto, caso recente: regras do impedimento, o caso Renan está engavetado, enquanto o Moro decide em dias, no supremo leva meses ou até prescrever.

Comente