Uncategorized

Em Curitiba, candidatos a prefeito poderão gastar até R$ 7 milhões na campanha

índice

Foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico, uma ferramenta do TSE, o teto de gastos dos candidatos nas próximas eleições. Para o cargo de prefeito, o limite ficou em 50% do maior valor registrado no último pleito. As informações são de Fábio Buchmann na rádio CBN/Curitiba.

Em 2012, Luciano Ducci, do PSB, gastou R$ 14,3 milhões. Pelos critérios adotados pelo TSE, os próximos candidatos poderão gastar até R$ 7,1 milhões. Em um possível segundo turno, os candidatos poderão gastar mais R$ 2,1 milhões além do teto estabelecido, o que significa aproximadamente 9,3 milhões.

Para o cargo de vereador, o limite ficou em 70% do maior valor registrado nas últimas eleições. Cada candidato poderá investir até 348,1 mil na campanha. Em 2012, a campanha mais cara para uma vaga na câmara custou aproximadamente 497 mil.

Os valores podem ser atualizados até o mês de julho, quando está prevista a divulgação dos valores finais e as convenções partidárias. O primeiro turno das eleições ocorre no dia 2 de outubro. Caso haja segundo turno, ele vai ser realizado em 30 de outubro.

1 Comentário

  1. Quem irá de fato controlar os gastos? oficialmente serão 7 milhões, número cabalistico, mas, haverá extrapolação certamente.
    O ratinho sairá candidato e Luciano Ducci será vice, querem de vez acabar com a hegemonia do Gustavo Fruet.
    Caso ratinho vença sairá candidado a governador e ducci assumiria a prefeitura.
    O prognóstico pela aridez do terreno o vencedor poderá ser o detentor do poder atual, visto que já está em campanha e atuando com objetivo da reeleição.

Comente