Uncategorized

Para Ricardo Barros, reclamação de corte na verba da PF é descabida

índice

O deputado informou que a proposta orçamentária de 2016 chegou ao Congresso com uma previsão de R$ 5,808 bilhões para a Polícia Federal. Segundo ele, o governo solicitou, por meio de um ofício de novembro passado, um corte de R$ 120 milhões. Segundo ele, após ajustes para se atingir a meta fiscal, a lei foi aprovada com uma previsão de recursos para a PF de R$ 5,593 bilhões.

Barros disse ainda que, na votação do orçamento de 2016 em plenário, foram apresentados 22 destaques para tentar aumentar recursos, a exemplo do Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e da Justiça Federal. Todos eles foram atendidos pelo relator-geral. Contudo, disse, não houve quem propusesse qualquer tipo de recomposição para a PF em plenário.

“Reafirmo meu apoio às investigações da PF assim como as do Ministério Público que negociou os cortes e foi atendido. Refuto qualquer tentativa de pessoalizar os cortes. Se dependesse só de mim teríamos cortado os RS 10 bilhões do Bolsa Família, mas vale a vontade do plenário, portanto cabe a PF trabalhar junto ao Ministério da Justiça a recomposição dos valores, já que não solicitou tal recomposição no plenário do Congresso”, disse o deputado, em nota.

O relator reafirmou que o corte de apenas 3,7%, é bem menor que os cortes feitos nos órgãos do Judiciário, por exemplo, que tiveram redução media de 5,6%.

2 Comentários

  1. Esse Ricardo Barros, quanto mais aparece, mais se queima.
    Realmente, vivemos um período enorme, uma grande entressafra de políticos paranaenses.
    Nossa renovação é formada por filhos, netos e bisnetos de velhas raposas que não deixaram nenhuma saudade, pelo contrário, portanto dispensam qualquer comentário.
    E o que aparece além, além dos júnior’s; netos e bisnetos, já felpudos e cheios de pedigree, é só coisa requentada, tipo esse Barros, que sempre dançou, conforme a orquestra do momento. Realmente, uma pena, para dizer o mínimo, sobre no atual momento político de um dos principais estados da federação.

Comente