Uncategorized

Situação de presídios dificulta extradições

pizolatto-2

Severino Motta, Veja

Após a vitória com a extradição de Henrique Pizzolato da Itália para o Brasil, as condições dos presídios brasileiros seguem como um grande empecilho às tentativas de fazer com que criminosos regressem ao país para pagar por seus delitos.

Um exemplo é o caso de Allison Soares Pimenta, duplo homicida, que está preso na Inglaterra aguardando extradição. O Ministério Público Federal tenta adiar uma audiência marcada para esta quinta justamente devido à situação dos presídios brasileiros.

Allison pede para não ser extraditado, uma vez que em Pernambuco, onde cometeu os homicídios, não há nenhuma cadeia que respeite os direitos humanos. Se não conseguirem convencer os ingleses a enviar Pimenta para um presídio federal ou em outro estado, o mais provável é que ele seja posto em liberdade. O caso, segundo procuradores, terá impacto em situações semelhantes para toda a Europa.

3 Comentários

  1. Como ele veem falar em direitos humanos quando cometeu 2 assassinatos , ta de sacanagem , ! Manda ele ir para China ou Korea do norte que ele vai ver o que e bom ,

  2. Ora, coloquem estes bandidos e assassinos em hotéis cinco estrelas, tipo bourbon ou que o MP e os DH leve-os para casa. Estes vagabundos deveriam pensar nisso antes de cometer os crimes. Ainda querem mel na chupetinha?

  3. Direitos humanos !? Os presídios precisam ser o próprio inferno.
    Depois de tantos crimes ainda querem que a prisão seja um hotel
    cinco estrelas ???

Comente