Uncategorized

Dengue em Curitiba pode crescer após o Carnaval, dizem autoridades

info BP

Bem Paraná

Após o feriado do Carnaval, é possível que aumente o número de casos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti em Curitiba e em todo o Paraná. Isso, porque neste período há um grande número de pessoas que costumam aproveitar o feriado prolongado para viajar.

“O que pode ocorrer é um aumento no números de casos importados de doenças, causadas pelo Aedes aegypti”, explica Juliane Oliveira, diretora do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde. Ela ressalta que, quando uma pessoa vai para um local onde há a presença do mosquito, essa pessoa pode ser picada, mas apresentar os sintomas das doenças transmitidas, como dengue, chikungnya e zika, cerca de 5 ou 6 dias depois da picada.

– Leia aqui a reportagem completa.

2 Comentários

  1. Mas ela pode ser evitada se a população fizer a sua parte, lugar de lixo é na lixeira e não jogado na rua ou em terreno baldio. Será que o povo sabe disto?

  2. Sergio Silvestre Responder

    Agora entendo por que os coleguinhas que postam aqui no blog são tão idiotas,seus cérebros não tem nem 30cm de diâmetro e devem todos estar com chikungunya.

Comente