Uncategorized

As manifestações
e a numerologia
do calendário

do Blog do Francês, odiário

Só os hipócritas têm a desfaçatez de tentar minimizar o significado das históricas manifestações populares de domingo. Não cabem as carapuças de que foram feitas por elites, mobilizadas pela oposição, por golpistas ou coxinhas. Uma prova: o maior opositor do atual governo, Aécio Neves (PSDB), tentou pegar carona no movimento em São Paulo e foi vaiado como oportunista.

Os números recordes mostram como os brasileiros consideram o governo que se agarra como craca ao fato de ter sido democraticamente eleito, se bem que por margem mínima de votos, à custa de mentiras, em uma campanha marcada pelo uso e abuso de dinheiro desviado de cofres públicos.

As manifestações mostraram mais: os brasileiros é o novo herói do povo e recupera a Justiça tão desacreditada. Tanto que uma hipotética chapa à presidência da República, se formada pelos juízes Sérgio Moro e Joaquim Barbosa, seria uma barbada na próxima eleição, mas um terror para considerável parte dos políticos.

Mesmo com tantas evidências o PMDB não larga o osso. Mamando em seis ministérios, perde uma oportunidade histórica de embalar na preferência popular e ganhar a presidência. Na convenção de sábado recuperou o criticado e quase mumificado José Sarney como presidente de honra e abriu um prazo de 30 dias para decidir se pula fora do governo que sangra. Como um abutre, aguarda as decisões de esfera jurídica e política que poderão decidir os destinos de Dilma e de Lula.

O domingo mostrou que a população não engole mais o cinismo da petelândia, as metas bolivarianas corruptas do atual governo e que Lula ficou reduzido ao tamanho de um pixuleco de mão (aquele boneco inflável com roupa de presidiário), persistindo como mascote apenas dos petistas de mentes embotadas.

E finalmente que o número 13 é mesmo o número do azar, menos para o ex-técnico Zagallo. O 13 do PT, nos 13 anos e poucos meses do governo incompetente e corrupto, as manifestações do domingo, dia 13, que o governo tentará reverter no dia de número inverso, 31, também dia e mês do golpe militar.

A fobia, o temor ao número 13 existe e é chamado de triscaidecafobia. Nas escrituras o capítulo 13 do livro do Apocalipse refere-se ao anticristo e à besta.

Para os numerologistas o 13 é o número que atua em desarmonia sobre as leis do universo. Cita que também se deve evitar 13 pessoas comendo na mesma mesa porque 13 foi o número formado pelos apóstolos e Cristo, quando um deles, Judas, fez a delação premiada da história.

2 Comentários

  1. Dia 18 é só fazer a comparação. Vão ter apelar para montagens fotográficas para poder dar a impressão de que tinha alguns sanguessugas desocupados a mais.

  2. nelson guarnirre Responder

    Sr. Francês :
    E o senhor que é esperto, assim como o Campana, como explicam que o Aécio, “hostilizado” na Paulista, tem 30 por cento das preferências para Presidente da República, segundo a enquete da Paraná Pesquisas, realiazada em meio á manifestação, publicada no site do Campana?

    As manifestações são maravilhosas quando atendem às nossas expectativas e a nossa torcida. Mas no ponto, ou nos pontos em que não nos servem, a gente bate. Isso é honesto?

    Se Aécio vai é oportunista. Marina Silva não vai é omissa. Como o sr., que é esperto, resolve a questão?

    O sr. é desinformado. Aécio e Alckmin foram convidados pelos organizadores para participar do evento da Paulista. Fizeram muito bem de ir. É um besteirol dos grandes afastar os políticos. As soluções que podem vir, quaisquer que sejam, passam pelos políticos que temos. Não se inventarão novos políticos senão em decênios.

    Também não é honesto botar na mesma bandeja, dar o mesmo valor, a incidentes periféricos, não relevantes, como os ocorridos com os tucanos citados, com a grande onda de repulsa aos atuais detentores do poder federal.

Comente