Uncategorized

Com entrada de Lula, Dilma cede e planeja reforma ministerial

ER_folhapress

da Folha de S. Paulo

Como condição imposta pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério da Casa Civil, a presidente Dilma Rousseff discute uma nova reforma ministerial.

As alterações podem envolver pastas como Comunicação Social, Esporte, Educação, Relações Exteriores e até mesmo a chefia do Banco Central.

O objetivo é acomodar aliados do petista e promover mudanças que deem novo fôlego ao governo federal diante da possibilidade de abertura do processo de impeachment.

Antes de promover as alterações, a presidente realizará uma espécie de análise da fidelidade da base aliada. A intenção é ponderar qual é a base real de apoio ao governo federal e, assim, redimensionar os atuais espaços dos partidos na Esplanada dos Ministérios.

MUDANÇAS
Em nota divulgada nesta quarta-feira (16), o Palácio do Planalto confirmou a nomeação de Lula para a Casa Civil e o deslocamento de Jaques Wagner para o gabinete da Presidência da República.

A presidente também anunciou o deputado federal Mauro Lopes (PMDB-MG) como novo ministro da Secretaria da Aviação Civil.

O peemedebista havia acertado com o vice-presidente Michel Temer deixar a nomeação para a semana que vem, mas devido a uma intervenção da petista, que se reuniu com ele no Palácio do Planalto, o deputado federal mudou de ideia e aceitou assumir nesta semana.

No encontro com a presidente no Palácio da Alvorada, nesta quarta, Lula cobrou alterações na política econômica e sugeriu nomes para outras pastas estratégias do governo federal.

Segundo a Folha apurou, a ideia é deslocar o ministro Edinho Silva da Comunicação Social para Esportes, alteração com a qual ele já tem trabalhado. Para seu lugar, foi sugerido o jornalista Franklin Martins, que ocupou a pasta no governo do petista.

Para o Banco Central, Lula sondará Henrique Meirelles, que também esteve à frente do cargo na administração do petista. O ministro Alexandre Tombini disse a interlocutores que caso a entrada do petista envolva uma guinada econômica, ele não toparia continuar à frente da autoridade monetária.

Para Relações Exteriores, o petista tem defendido o retorno de Celso Amorim e, para substituir o ministro Aloizio Mercadante na Educação, ele defende Ciro Gomes, do PDT.

Nas conversas, Lula alega que de nada valerá sua chegada ao governo federal sem a montagem de uma equipe que sinalize para mudanças, inclusive na política econômica.

A presidente tem discutido as mudanças e a expectativa é anunciá-las até o fim da próxima semana. Lula deve tomar posse no cargo na próxima terça-feira (22).

LAVA JATO
Uma guinada na condução política do país justificaria sua presença na Esplanada dos Ministérios e afastaria a tese de que só pretenda escapar da prisão. Como ministro, Lula terá foro privilegiado e sua prisão teria que ser autorizada pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

A decretação de prisões cautelares é mais fácil na primeira instância.

É provável que os filhos do ex-presidente, que também são alvos do Ministério Público Federal, continuem com suas investigações a cargo da Justiça de primeira instância, a exemplo do que ficou decidido nesta terça sobre os casos da mulher e filha do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Réu na Lava Jato, Cunha tem foro privilegiado e é julgado no STF. As apurações sobre contas no exterior ligadas a jornalista Claudia Cruz e a Danielle Dytz da Cunha, mulher e filha do deputado, serão enviadas ao juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná.

ALIADOS
Integrantes de partidos aliados ao governo ainda não têm uma avaliação uniforme sobre a ida de Lula para a Esplanada dos Ministérios.

Um deles afirmou que “agora começa o terceiro mandato de Lula”, em referência à possível divisão de poder entre Dilma e o ex-presidente.

Outro afirmou ver poucas chances de que a nomeação consiga barrar o impeachment de Dilma: “Ele vem para organizar o último baile da Ilha Fiscal”, ironizou, lembrando a solenidade símbolo da queda da monarquia no Brasil.

A oposição já afirmou que irá ingressar na Justiça para tentar derrubar a nomeação do ex-presidente. Segundo o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM), a nomeação é um tapa na cara da sociedade. Eles irão argumentar na Justiça que a nomeação não passa de uma tentativa de burlar investigações da Lava Jato.

18 Comentários

  1. isso é sinal dos final dos tempos, bandido ladrão dando as cartas no país. Esse ladrãozinho de quinta categoria deveria ser proibido de pleitear qualquer cargo enquanto investigado, mas está ai comemorando com todas as regalias da sua corja.

  2. Sergio Silvestre Responder

    A coisa agora se torna simples no padrão Lula,vai por as peças nos seus devidos lugares.

  3. O POVO TEM QUE VOLTAR ÀS RUAS E EXIGIR A PENA DE MORTE PRA ESSE ASSASSINO,LADRÃO E CORRUPTO.

  4. Doutor Prolegômeno Responder

    O que está acontecendo é uma usurpação de mandato. Lula usurpa um poder que não lhe foi conferido e que levará o país à breca. Na prática Lula impichou Dilma.

  5. Achei que o vagabundo era sujeito homem, que iria lutar e morrer de pé, olhando nos olhos do povo brasileiro, mas nao, é covarde, vergonha pro povo nordestino.

  6. Lula mandou sua fantoche ,Dilma a pqp , toma o poder e da GOLPE nos brasileiros
    Nem a Dilma Fantoche esperava tamanho tombo, quando o Chefão pediu carta aberta a reformas necessárias(para ele) para se livrar da Cadeia.

  7. Pensem comigo: o que será deste país daqui para a frente com o governo de ladrçoes q

  8. Favor desconsiderar o comentário incompleto acima. Desisto de escrever qualquer coisa sobre estes vermes que infelizmente, nos governam. Por quanto tempo não sei, mas nos governam.

  9. Este cara cumpriu sua ameaça de voltar à Presidência da República. Antes anunciou que iria se eleger em 2018. \no entanto antecipou sua posse para março de 2016. Ou alguém duvida que a partir de agora ele vai ser o Presidente de fato?

  10. Não SS, agora a vaca vai pro brejo mais rápido ainda. Como dizia na década de 80 o apedeuta e visionário, “No Brasil é assim: quando um pobre rouba, vai para a cadeia; quando um rico rouba, vira monistro”.

  11. Não SS, agora a vaca vai pro brejo mais rápido ainda. Como dizia na década de 80 o apedeuta e visionário, “No Brasil é assim: quando um pobre rouba, vai para a cadeia; quando um rico rouba, vira ministro”.

  12. Grande coisa, regulamenta-se nesse país a ANARQUIA. Sem comando, ou comandado por um LADRÃO. Enquanto muitos brasileiros não tem onde morar, o desafeto disse que seu triples roubado do povo era como minha casa minha vida. Enfim governados pelo LADRÃO. Seu lugar é na prisão 9 dedos, ou esse país não tem justiça

  13. O covarde se esconde debaixo das saias (???) da dilma.
    Se sujeitar a ser auxiliar para fugir do Sergio Moro!

  14. tenho que dar os parabéns ao lula e bando. Deram o golpe no país e a idiota da Dilma pensa que está sendo ajudada a manter o mandato e ainda vai agradecer ao sapo barbudo. Agora não esqueçam que a Marisa e os Lulinhas estão sob investigação e não estão assumindo ministério nenhum. Quero ver o sapo a hora que o Moro decretar prisão da ex-primeira dama marisa e dos sapinhos barbudinhos! Pra rua povo, se preciso ao invés de 6 milhões vamos agora em 10 milhões.

  15. Pois bem!
    Os ladrões depositaram seus “lucros” lá fora, no exterior.
    Qual investidor vai querer investir aqui no Brasil?
    Um governo podre, irresponsável que o que disse ontem já não vale hoje, e o que diz hoje não valerá manhã.
    Um presidente mentirosa, um ministro que se escondeu atrás de um ministério para fugir da justiça, um congresso lotado de corruptos, etc.
    QUEM VAI MAIS ACREDITAR NO BRASIL COMO LOCAL PARA INVESTIR?

Comente