Uncategorized

Atentados em Bruxelas deixam 34 mortos e mais de 130 feridos

foto reuters - bruxelas

O Globo

Duas explosões atingiram o aeroporto internacional de Bruxelas, na região metropolitana, por voltas das 4h da manhã desta terça-feira (8h no horário local). Cerca de uma hora depois, uma terceira explosão ocorreu na estação de metrô de Maalbeek, no centro da capital belga, perto de prédios da União Europeia (UE).O procurador federal belga confirmou que pelo menos uma das explosões no aeroporto de Zaventem foi causada por um homem-bomba. Outro artefato teria sido colocado dentro de uma mala. Após os atentados, vários países europeus reforçaram a segurança em seus aeroportos e estações de transporte. A Bélgica fechou sua fronteira com a França.

O ministro da Saúde belga, Maggie de Block, confirmou 14 mortos e 81 feridos nas explosões no aeroporto. No ataque à estação de metrô, os serviços de emergência e autoridades do Transporte apontaram 20 mortos e 55 feridos, incluindo dez em condições críticas. O Itamaraty informou que por enquanto não há relatos de brasileiros entre as vítimas.

Coração da União Europeia, Bruxelas teve seu sistema de transporte todo suspenso. As autoridades fecharam o metrô, o aeroporto, o serviço de bondes, ônibus, assim como as principais estações ferroviárias da capital. O nível de alerta de ameaça de terrorismo foi elevado para quatro, o máximo, por ordem do Ministério do Interior. “Fiquem onde estão”, advertiu o Centro de Crise belga. Pelo Twitter, a família belga desmentiu relatos de que o Palácio Real havia sido esvaziado.

– Confira aqui a reportagem completa.

Comente