Uncategorized

Estudante é morto com golpe de caneta no pescoço dentro da escola

adolescente_bandab

da Banda B

Um adolescente de 17 anos morreu dentro de um colégio estadual no município de Pinhalão, no Norte Pioneiro, na noite desta quarta-feira (30). Ele foi assassinado por outro estudante de 17 anos e a motivação foi a disputa por uma carteira escolar. Renato Marconde Facorneiro morreu após ser golpeado na região do pescoço com uma caneta. Ele morreu asfixiado devido ao sangue na traqueia.

De acordo com informações da Polícia Civil, a namorada da vítima sentou em uma mesa na sala de aula, a qual o autor disse que pertencia a ele desde o começo do ano. Mesmo depois da briga, ele deixou a garota sentada no local e saiu da sala.

Minutos mais tarde, a vítima ficou sabendo do ocorrido pela namorada e foi tirar satisfação durante a aula de educação física. Foi iniciada uma briga, com chutes e socos, até que o autor usou uma caneta e atingiu o pescoço do garoto de 17 anos.

O diretor da Escola Estadual Castro Alves, em entrevista à Banda B, disse que o autor do crime tentou evitar confusão, mas em vão. “O namorado da garota foi tomar satisfação enquanto os alunos se encaminhavam até uma quadra. Os dois discutiram e, segundo o que testemunhas contaram, o autor disse que não queria briga, mas que o adolescente desferiu golpes e chutes contra ele. Foi aí que ele tirou a caneta e atingiu o pescoço da vítima”, contou o soldado Gustavo da Polícia Militar.

O diretor da escola Celso da Luz frisou que o local onde o crime aconteceu não fazia parte da área interna da escola. “Não foi na escola, queria deixar isso bem claro, a gente não tem quadra aqui e usamos uma outra municipal e o acontecido foi na rua, quando o nosso aluno voltava para a escola”, contou à Banda B.

Segundo o laudo da médica que prestou atendimento, houve perfuração na traqueia, provocando a entrada de sangue para o pulmão e morte por asfixia. O corpo do menino foi levado ao IML.

O adolescente foi encaminhado à delegacia, onde permanece apreendido, à disposição da Justiça.

2 Comentários

  1. Só podemos esperar essa violência mesmo com nossos filhos sendo “educados” por professores que defendem esse partido de corruptos, vagabundos! Não é de hoje que a educação no Brasil é um lixo.

  2. Por isso Flávia que nossa sociedade é tão violenta, pois, pais como você querem transferir a responsabilidade de educar seus filhos à escola ou à rua.

Comente