Uncategorized

Campo minado

Painel, Folha de S. Paulo

Se Dilma Rousseff sobreviver ao pedido de impeachment em tramitação na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ameaça acolher, a partir do dia seguinte à votação em plenário, os nove requerimentos pela deposição da petista que ainda aguardam decisão em sua mesa. Aliados dizem que o presidente da Casa pode usar a determinação recente do Supremo, que o obrigaria a instalar comissões especiais, para reverter os 48 arquivamentos já ordenados anteriormente.

3 Comentários

  1. Ou seja, se o impeachment for rejeitado, a república continuará a ser governada por quem não sabe governar. Esse presidencialismo de coalizão é uma tragédia.

  2. Sergio Silvestre Responder

    Tem que sentar o pau nesse sicário de Nome Cúnha,o problema brasileiro e que querem o poder a toda custa,não vão levar cambada de canalhas.

  3. SS da bunda tatuada, quanto ao Cunha é cria do PT. Quanto aos
    que querem a Dilma fora, NÃO SÃO CANALHAS, e usar o poder para Roubar
    é o que vocês estão fazendo. Nós queremos um governo que respeite
    quem trabalha, e não que sustente esta CORJA de VAGABUNDOS.
    Pelo modo que você defende esta quadrilha, deve ser um deles.

Comente