Uncategorized

‘Acho que acabou’, diz ex-porta-voz de Dilma

índice
Ex-porta-voz da presidente Dilma Rousseff e ex-ministro da Secretaria de Comunicação, o jornalista Thomas Traumann considera que não há mais como o governo reagir para tentar impedir o impeachment da petista. A votação do processo de afastamento da presidente está prevista para ocorrer no próximo domingo, 17, na Câmara dos Deputados. Na análise do ex-ministro, o governo teve o controle da situação até o posicionamento do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que recomendou ao STF a anulação do ex-presidente Lula (PT) na Casa Civil.

2 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    Se até Janot, o destemido, já notou o fim do governo, tomando coragem para atos de desafio ao governo, antes impensáveis, é porque acabou…

Comente