Uncategorized

Gleisi desdenha nova delação: “mais do mesmo”

índice
“Mais do mesmo”. Foi assim que a senadora Gleisi Hoffmann classificou a delação do advogado Antonio Carlos Brasil Fioravante Pieruccini, que, em depoimento à Procuradoria-geral da República, afirmou ter entregue, a mando de Alberto Yousseff, dinheiro que seria destinado à campanha da senadora petista nas eleições de 2010. As informações são do Paraná Portal.

“Essa delação já foi matéria em toda a imprensa há um mês. Todas as provas que constam no inquérito comprovam que não houve solicitação, entrega ou recebimento de nenhum valor pela senadora Gleisi Hoffmann”, diz nota distribuída pela assessoria da senadora.

Ainda segundo a equipe de Gleisi, “são inúmeras as contradições nos depoimentos dos delatores, as quais tiram toda a credibilidade das supostas delações. Um deles apresentou, nada mais, nada menos, do que cinco versões diferentes para esses fatos, o que comprova ainda mais que eles não existiram”.

Em seu depoimento, Pieruccini contou ter ouvido de Youssef que os valores “tinham sido acertados com Paulo Bernardo”, marido de Gleisi e ex-ministro do Planejamento (2005-2011) e das Comunicações (2011-2015), e se destinavam à campanha eleitoral da candidata ao Senado.

Ele disse que as entregas ocorreram em uma sala no PolloShop, localizado na rua Camões, em Curitiba, pertencente ao empresário Ernesto Kugler Rodrigues. Pieruccini levou uma caixa lacrada com a inscrição “P.B./Gleisi”.

Na sua frente, segundo o advogado, Kugler contou as notas, em um total de R$ 250 mil, mas fez duas reclamações: o primeiro valor “não dava nem para o cheiro” e a etiqueta da caixa não deveria mais aparecer nas próximas entregas –houve mais três, de mesmo valor, de acordo com ele.

A nota de Gleisi Hoffmann chama atenção para o fato de Pieruccini ser sócio de Youssef e de o advogado Figueiredo Bastos advoga para boa parte dos delatores da Lava Jato, como Delcídio do Amaral, Alexandre Romano, Pieruccini, Pedro Corrêa, Rafael Ângulo e Pedro Barusco. “Obviamente, tendo o mesmo advogado, os delatores poderão alinhar suas versões antes de prestar depoimentos, para, além de se protegerem mutuamente, não serem incoerentes com o que dizem e envolverem nesse esquema quem eles têm interesse efetivo de envolver” argumenta.

7 Comentários

  1. Não há consciencia, o PT foi uma verdadeira orgia com recursos desviados.
    Estão se desmanchando, derretendo, na própria arrogância.
    Fomos todos enganados por esta fraude. Não aceitam serem punidos, e sentem se injustiçados, no passado roubavam e viviam na impunidade, acham que o tratamento é uma perseguição.

  2. A propósito, a Polícia Federal, o MP Federal e o Dr Moro estão querendo saber onde está escondido seu marido senadora Barbie dos pinheirais!

  3. Hoje a Gleisi e o Bernardo correm da porta do camburão como
    o diabo foge da cruz. O dia deles está chegando…

  4. Osvaldinho Cartez Responder

    Estão exagerando nas acusações contra a Senadora.

    Um pouco de educação, postura , faz bem

  5. CONCORDO QUE POSTURA FAZ BEM, EM ESPECIAL A DE PRESIDIÁRIA, POIS ELA NÃO ESCAPA DESSA MARACUTAIA FEITA POR ELA E SEU MARIDO. DESDE A SUA SAÍDA (NEBULOSA) DA ITAIPU, QUE MESMO PEDINDO DEMISSÃO RECEBEU TODOS OS PROVENTOS COMO SE MANDADA EMBORA A FOSSE, A TORNA UMA PESSOA SEM MORAL E SEM CARÁTER, QUANDO MAIS POSTURA.

  6. Realmente, xingar Petistas, ladrões e defensores de Quadrilheiros,
    é estar sujeitos a levar Gusparadas . Quando for de JARARACA
    ” Lula ” é veneno mortal. CUIDADO…

Comente