Uncategorized

APP frustra ambulantes

índice
A APP-Sindicato investiu pesado. Até hoje, sexta-feira, 29 de abril, R$ 1 milhão foi consumido para instalar 200 outdoors; comprar de espaços comerciais em emissoras de televisão e rádio; produção de documentário; contratação de show da banda Detonautas; almoço comunitário para mais de 10 mil pessoas; ônibus para estudantes e professores se deslocarem para Curitiba; panfletos, revistas e jornais; cartazes e faixas; camisetas; e caminhões de som.

Toda a pompa e circunstância de grande evento. Mas, algo deu errado. O início da concentração, na Praça Santos Andrade, centro de Curitiba, até contou com 5 mil pessoas. No meio do caminho até o Centro Cívico, rumo à Praça Nossa Senhora da Salete, metade dos manifestantes se dispersou. Sobraram 2,5 pessoas para o grande ato.
índice2

Com toda a movimentação dos dirigentes da APP-Sindicato, Hermes Leão e Marlei Fernandes, vendedores ambulantes se animaram e, no fim da tarde, sobrou frustração e prejuízos. Contaram que investiram tempo e dinheiro para não ter retorno algum. Voltaram para as casas de bolsos ainda mais vazios. O público esperado de 150 mil pessoas não apareceu.

A mobilização perdeu força com o apoio do sindicato ao PT, à presidenta Dilma Rousseff, ao ex-presidente Lula, à senadora Gleisi Hoffmann (PT) – todos envolvidos em casos de corrupção investigados pela Operação Lava Jato – e às invasões do MST. Para cuidar e pensar na Educação, o empenho dos sindicalistas não foi o mesmo dedicado ao protesto político. Crianças e jovens paranaenses perderam mais um dia de aula. Pior: foram mais uma vez usados para servir a causa de Hermes e Marlei.

11 Comentários

  1. roberto novaes jr Responder

    Se houvesse real interesse da APP na defesa dos professores, e não na luta política partidária, ela deveria promover uma pesquisa de opinião entre seus associados, que a sustentam financeiramente, e descobrir o quanto as ações da atual diretoria estão dissociadas da vontade da grande maioria dos professores inteligentes do PR.

  2. Sergio Silvestre Responder

    “Deixem as bombas explodirem lá fora,aqui dentro vamos votar”
    TRAIANO EM 2015,ESSE ANO TEM ELEIÇÃO E MUITOS ESQUECEM ,VALE LEMBRAR.

  3. TEM PROFESSORES PENSANDO EM FUNDAR UMA ASSOCIAÇÃO
    QUE DEFENDAM SOMENTE A CLASSE, E NÃO PRECISAR SE
    JUNTAR A OUTRAS CATEGORIAS QUE EMBOLAM O MEIO CAMPO
    E SE UTILIZAM DO SAGRADO DINHEIRO MENSAL DO PROFESSOR
    PARA FINANCIAR PARTIDOS OU POLITICOS QUE SÓ INTERESSAM
    A DONA MARLEY E AO LEÃO. ESTAMOS SENDO USADOS COMO
    MASSA DE MANOBRA POR SINDICALISTAS DA CUT E OUTROS ME
    CONFIDENCIOU UM MESTRE.

  4. Acho que a maioria dos servidores publicos estão mais conscientes, que estão no paraiso em relação aos outros trabalhadores, que nem emprego estão conseguindo.
    Veja essa noticia como exemplo, “concurso da PML tem mais de vinte e oito mil inscritos apenas para o ensino medio, mas tem gente como Especialização e Mestrado inscritos.
    Vamos trabalhar pessoal e agradecer a Deus por ter um emprego com estabilidade e reajustes anuais além de varios beneficios.

  5. E as aulas aos alunos da rede pública ? Como ficam ? Professor gazeteando dia útil de aulas ? Só na Banania mesmo !!!!

  6. E o show com os Detonautas, como foi? Seria esse manifesto, no seu todo, mais uma derrota para a esquerda?

  7. isso é o que dá querer enganar povo instruído e pessoas de bem para fazer manifestação para criminosos. deram com os burros nagua.

  8. O convescote furado só não perdeu o prestigio junto à CBN, e à BandNews FM, e outros veículos do grupo regional.
    Pra todos os efeitos, sucesso total, o “evento que marcou o primeiro aniversário da ‘batalha do Centro Cívico’, onde a PM feriu mais de 250 manifestantes, entre professores e profissionais da imprensa…”
    Nos vamos limpar esse Brasil.

  9. E vai piorar mais ainda, pois a debandada de professores di sindicato já vista a olhos nus

Comente