Uncategorized

Na saída, Dilma aumentou gastos e rombo vai a R$160 bilhões

dilma by abr 10

O rombo deixado pelo governo Dilma Rousseff nas contas públicas pode chegar a R$160 bilhões, em razão de aumento de gastos autorizados no apagar das luzes da administração petista. Por essa razão, o novo governo de Michel Temer tem sido obrigado a suspender ou cancelar todas as súbitas “generosidades” de Dilma com o dinheiro do contribuinte.

As contas públicas já haviam registraram no ano passado o maior rombo da série histórica, que tem início em 2001, segundo o Banco Central. Os aliados do presidente Michel Temer consideram que Dilma resolveu comprometer os cofres públicos com dívidas impagáveis para tentar inviabilizar o governo do presidente Michel Temer.

Em 2015, as contas públicas apresentaram um déficit primário (gastos maiores que as receitas, sem a inclusão dos juros da dívida) de R$ 111,24 bilhões, ou 1,88% do Produto Interno Bruto (PIB). Até então, o pior resultado para um ano fechado havia sido registrado em 2014 (-R$ 32,53 bilhões, ou 0,57% do PIB).

O rombo deixado por Dilma nas contas públicas torna obrigatória a reforma na Previdência, porque foi elimina a possibilidades de o Tesouro Nacional cobrir o déficit para não comprometer o pagamento de aposentadorias e pensões.

6 Comentários

  1. NA CORDA BAMBA Responder

    Todas as atitudes desta Petista leva ao caos. Este balanço da
    irresponsabilidade da Dilma precisa ser mostrada para o país em
    rede nacional e ela processada criminalmente. Acho estranhíssimo
    o país manter as mordomias desta anta.

  2. Hoje já tá em 200 bilhões. Até segunda-feira bate 220 bi. É mole? Se é mole nóis num qué.

Comente