Uncategorized

PT irrita Exército

exercito

Eliane Cantanhêde

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, reagiu com irritação à Resolução do Diretório Nacional do PT sobre Conjuntura, aprovada na última terça-feira, em que o partido, em meio críticas à própria atuação e ao governo Dilma Rousseff, incluiu um “mea culpa” por não ter aproveitado seus 13 anos no poder para duas providências em relação às Forças Armadas: modificar o currículo das academias militares e promover oficiais com “compromisso democrático e nacionalista”.

“Com esse tipo de coisa, estão plantando um forte antipetismo no Exército”, disse o comandante ao Estado, considerando que os termos da resolução petista _ e não apenas às Forças Armadas _ “remetem para as décadas de 1960 e de 1970″ e têm um tom “bolivariano”, ou seja, semelhante ao usado pelos regimes de Hugo Chávez e agora de Nicolás Maduro na Venezuela e também por outros países da América do Sul, como Bolívia e Equador.

Segundo o general Villas Boas, o Exército, como Marinha e Aeronáutica, atravessam todo esse momento de crises cumprindo estritamente seu papel constitucional e profissional, sem se manifestar e muito menos sem tentar interferir na vida política do país. Ele espera, no mínimo, reciprocidade. Além dele, oficiais de altas patentes se diziam indignados contra a resolução do PT. Há intensa troca de telefonemas nas Forças Armadas nestes dois últimos dias.

Eis o parágrafo da Resolução do PT que irritou o Exército, na página 4 do documento:
“Fomos igualmente descuidados com a necessidade de reformar o Estado, o que implicaria impedir a sabotagem conservadora nas estruturas de mando da Polícia Federal e do Ministério Público Federal; modificar os currículos das academias militares; promover oficiais com compromisso democrático e nacionalista; fortalecer a ala mais avançada do Itamaraty e redimensionar sensivelmente a distribuição de 5 verbas publicitárias para os monopólios da informação.”

14 Comentários

  1. Estes vermelhos estão mexendo com um vespeiro. Calada esta gente já está falando muito. Não fazendo nada e somente roubando o Brasil já fizeram o quanto quiseram e deixaram o país na situação que está. Eles que agradeçam a Deus por estarem em liberdade.

  2. Que boa noticia,foi ótima esta provocação do pt às FFAA e às instituições, assim esses comunistas bolivarianos precisam ser saneados do Brasil. A sociedade de bem assim como as Forças Armadas Brasileiras não podem ignorar o perigo desta ideologia gramscista e combatê-la como já foi feito antes.

  3. O General Villas Boas tem que inventar menos moda e trabalhar mais…
    Não pode existir esse negócio de corrente de pensamento político (aff…) no seio do glorioso Exército Brasileiro!
    O general precisa de duas coisas: pantufas e pijaminha de flanela…

  4. Em tempo, o que o neo – verdugo deveria fazer mesmo é . . . e andar para o recém falecido PT…

  5. É como disse certa vez Millôr Fernandes: “O comunismo é uma espécie de alfaiate que, quando a roupa não fica boa, faz alterações no cliente”.

  6. Apesar de sabermos que o Exercito tem papel fundamental diferen-
    te dos civis, chegou o momento de entrar em ação com rigor em as-
    suntos que se referem à segurança nacional como tráfico de drogas
    e os movimento antisociais do MST e MTST. Contra baderna o ne-
    gócio é exército !!!

  7. Passar por um momento de descuido é natural …. o que não pode ser considerado natural é o fato de um “governo” não ter condições morais a implantar tudo que deseja !!!

  8. Bolivarzeanos achando que pegaram leve? Tem que despetizar o Brasil urgentemente, antes que viremos outra Venezuela ou Cuba, ambas falidas e mofadas pelo comunismo decadente.

  9. -Até quando o general Vidas Boas vai aguentar desaforo do PT???
    -Ou ele tem um viés esquerdista disfarçado ou está sendo tolerante demais!!!!
    -Qualquer que seja o motivo, as FFAA brasileiras devem se manter distantes da política, de doutrinas políticas e observar qual o grau de infiltração comunistas em seus quadros. O papel fundamental das FFAA fora defender o Brasil interna e externamente contra qualquer tipo de ameaça, é propiciar condições para que a democracia seja mantida e as instituições sejam preservadas.

  10. É uma pena que o Exército só descobriu isso agora. Poderia ter descoberto há vários anos atrás. E quem sabe teriam livrado o Brasil da praga petista!

  11. Concordo com o Curitibano e com o Questionador. Se observarmos, somente os países do exercito vermelho, os comunistas e que querem continuar com o “tráfico livre” apoiaram a presidenta afastada. Nenhum País sério apoiou. Se Deus é Brasileiro, esperamos que num futuro próximo a senhora Dilma tornar-se-á ex-presidenta, mais um quesito para ela acrescentar no currículo.

  12. Ora, estão dormindo em berço esplêndido! Já deveriam ter tomado as atitudes adequadas e que o cinismo, a petulância e a arrogância do PT. Comecem atuando contra o bloqueio de rodovias promovidas pelo MST, assim sendo, a PM não é retirada do atendimento preventivo e repressivo da segurança pública do dia a dia.

Comente