Uncategorized

TCE multa aliado
de Requião

requiao-mazoni

Aliado do senador Roberto Requião (PMDB), Marcos Mazoni, petista e ex-presidente da Celepar, deverá ressarcir gastos com viagens realizadas em 2006, que somaram R$ 25 mil à época. O interesse público dessas viagens não ficou comprovado na prestação de contas daquele ano, desaprovada pelo TCE por esse motivo e também por irregularidade na contratação de consultoria para capacitação e gestão de sistemas informatizados.

O valor exato a ser devolvido será calculado pelo TCE, após o trânsito em julgado do processo, no qual ainda cabem recursos. Ao valor originalmente gasto será aplicada a atualização monetária desses dez anos. A demora no julgamento do processo se deve à identificação inicial de 30 irregularidades na prestação de contas de 2006 da Celepar, que exigiram diversas oportunidades de defesa. As viagens realizadas em 2006 beneficiaram Mazoni e outros três funcionários da Celepar. Tiveram como destino cinco capitais: Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belém.

Também serão abertos dois processos de tomada de contas extraordinárias. Uma delas vai apurar a responsabilidade pelo desembolso de R$ 750 mil decorrente de decisão judicial que determinou juros e correção monetária pelo atraso no pagamento de um fornecedor. A outra tomada de contas extraordinária vai apurar as razões que levaram ao pagamento de R$ 5,65 milhões à empresa Unisys do Brasil. O pagamento recebeu parecer favorável da Celepar, embora a Procuradoria-Geral do Estado tenha se manifestado, repetidas vezes, pela nulidade desse contrato.

(foto: divulgação)

1 Comentário

  1. Eiiita imprensinha ridícula antes tinha o amigo de Lula agora aparece o aliado de Requião é mais ou menos assim eu tenho que responder por amigos e aliados só por que são de meu circulo politico ou social, quanta idiotice.

Comente