Uncategorized

Paulo Martins propõe a isenção do imposto sindical ao trabalhador

paulo-martns (1)

O deputado Paulo Martins (PSDB) protocolou nesta quarta-feira, 15, projeto de lei que prevê a isenção do imposto sindical aos trabalhadores. “Protocolei o projeto que liberta o trabalhador de pagar o Imposto Sindical. Não é justo que você seja obrigado a dar um dia por ano do se seu trabalho para uma organização que você discorda da postura ou que usa o seu dinheiro para apoiar políticos e financiar manifestações artificiais”, disse Martins.

“É justo você pagar se quiser pagar. O que é bom não vive de imposto, vive de doação”, completou o deputado tucano.

15 Comentários

  1. Vamos acabar com os parasitas, qm quiser b sustentar q contribua. Se acabar, tem meu voto.

  2. Taí uma proposta corajosa, de quem não tem medo de dar a cara a tapas, muito menos medo de sindicalista bandido. – Parabéns Paulinho! – É assim que se começa. Pelo difícil.
    Diz a lenda, não sei até onde isso procede, só sei que ouço essa história há várias décadas, que Castelo Branco, o primeiro presidente do regime militar, protegido pelo clamor das ruas, da imprensa, – e pelas baionetas se preciso fosse, tentou mexer com essa picaretagem; esse roubo, chamado Imposto Sindical, mas acabou desistindo.
    Teria reunido seu gabinete e dito: Esqueçam isso. É muito dinheiro, e muito poder envolvidos. Não valerá o esforço e o desgaste político.
    -Pessoalmente, passei minha vida inteira, todo mês de março, entregando um dia do meu precioso salário a um sindicato desconhecido, certamente dirigido por um bando de barbudinhos vermelhos e espertos, que jamais fizeram nada; pelo menos pra mim, pois jamais filiei-me a qualquer um deles.
    Mas todo março, até o dia de minha aposentadoria protestei veementemente, convicto de que estava sendo roubado.

  3. esta chegando as eleições, começou os milagres. não é DEP. PAULO MARTINS…. E AS MANOBRAS TAMBÉM.

  4. EM SENADORA QUE FEIO SENHORA , ISSO É PATRÃO PT, FAZER ARRUAÇA , SOBRE CASA DA MULHER. ESMAEL O PT JÁ ERA E SEU BLOG SÓ DÁ PT. QUE FEIO SE LIGA

  5. “Caro Deputado. Concordo em gênero, número e grau. Assino embaixo e reconheço firma. Pode me arrolar como testemunha. E tenho dito!…” – Profº Celso Bonfim

  6. Roberto Oliveira Responder

    Parabéns pela iniciativa deputado!! É uma cobrança injusta e imoral!! Certamente vai haver muita choradeira daqueles que se encostam nos sindicatos para mamar o suado dinheirinho do trabalhador. Aliás, seria oportuno abrir as caixas pretas dessas entidades que não representam a ninguém, exceto a si mesmos.

  7. Já que esta disposto, Deputado, invista mais nesta linha e apresente uma Lei de igual teor em relação ao IMPOSTO OBRIGATORIO DE VEICULOS.
    Vamos lá…anime-se.

  8. ISENÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL – Parabéns ao Deputado Federal Paulo Martins por esse magnifico projeto de lei. Já estava na hora disso acontecer. É público e notório que as entidades sindicais nada oferecem aos trabalhadores. Não dão a mínima satisfação sobre o que fazem com o dinheiro que arrecadam da contribuição anual obrigatória e da contribuição mensal de trabalhadores que são associados. Enfim, não prestam contas do que arrecadam e do que gastam. E mais. Seus dirigentes permanecem no Poder quase que perpetuamente. Basta conferir.

  9. Posicionamento correto do Deputado,e que merece inteiro apoio.” O que é bom não vive de imposto”. Parabéns pela iniciativa.

  10. -Concordo!
    -A contribuição sindical obrigatória deveria ser extinta. Afinal nada mais é do que um imposto que o empregado tem que pagar para manter um sindicato que supostamente, defende os direitos. Mas direitos de quem????
    -Se a contribuição sindical é usada como direito então não poderia ser obrigatória e sim espontânea ou facultativa. Chega de direitos que são tratados como deveres….estão causando danos à população brasileira!!!

  11. Doutor Prolegômeno Responder

    A contribuição sindical compulsória, patronal e laboral, deve ser extinta. Bem assim, a contribuição compulsória do sistema S, cabide de empregos e de salários régios para presidentes de federações patronais, que parasitam os empresários, sustentando luxos e instalações suntuosas. Chega de parasitas e saprófitas.

  12. Bela iniciativa Deputado. Parabéns.
    Este imposto serve para o que? tem que acabar.
    O MP não fiscaliza esta verba, os sindicatos não prestam conta.(não são auditados).
    É isso aí deputado, pelo fim do imposto sindical.

Comente