Uncategorized

Temer lamenta prisão
de Paulo Bernardo

Michel-Temer-Foto-Marcello-Casal-Jr-Abr

Michel Temer, apesar de lamentar e dizer que é um “fato doloroso”, salientou que “é preciso prestar obediência às decisões (judiciais).”

O presidente em exercício, Michel Temer, afirmou em entrevista exclusiva à Rádio Estadão que lamenta o contexto da prisão de Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos Lula e Dilma. “Vi a declaração de Gleisi de que ele (Paulo Bernardo) foi detido na frente dos filhos. É um fato doloroso e eu quero lamentar publicamente a prisão dele”, afirmou Temer. As informações são do Estadão.

“De qualquer maneira, é preciso prestar obediência às decisões (judiciais).” Os principais nomes de seu partido, o PMDB, também estão na mira das autoridades. O procurador-geral da República Rodrigo Janot pediu a prisão preventiva do presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) e do senador e ex-ministro de Temer Romero Jucá (PMDB-RR), mas a solicitação foi negada pelo Supremo.
Além disso, o presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) responde a duas ações penais no STF e ainda aguarda a decisão do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo, sobre o pedido de prisão dele. Sua mulher Claudia Cruz também é ré na Lava Jato em Curitiba, no Paraná, perante o juiz Sérgio Moro.

Questionado sobre o fato de a ação da Polícia Federal, que prendeu o ex-ministro e fez busca e apreensão no apartamento funcional de sua esposa, a senadora Gleisi, que tem foro privilegiado, ter sido autorizado por um juiz de primeiro grau e não pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente em exercício defendeu a manutenção da harmonia entre os poderes legislativo e judiciário. “É preciso prestar muito obediência a este princípio”, disse, complementando que a desarmonia é inconstitucional.

(Foto: Marcello Casal Jr/Abr)

8 Comentários

  1. Caro FÁBIO, constrangida está a sociedade com a lamentável manifestação do presidente em exercício MICHEL TEMER, onde cita que é um ” fato doloroso” a prisão do quadrilheiro Paulo Bernardo..A sociedade está exultante com a prisão desse meliante, visto que a partir de agora os aposentados, pensionistas poderão receber seus proventos sem serem roubados, e mais ainda os enfermos que não encontram remédios e os infantes que não possuem creches e CMEIS para todos abrigarem-se. Atenciosamente. .

  2. Interessante o fato, que esses políticos malandros, quando perante a justiça ficam constrangidos. Ao cometerem atos ilícitos, sabem que estarão sujeito a pena prevista em lei. Será que seus filhos acreditam que seus pais são honestos?
    Mais que constrangimento, é o repúdio daqueles que depositaram o voto de confiança no político corrupto.

  3. Rodiney Carneiro Responder

    …nós estamos é”ferrados”com nossos governantes,isso que é lamentável !

  4. Suzan de brito Responder

    Coitadinho dos filhos coisa nenhuma. Os fedelhos desfrutaram até hoje do luxo e vaidade que o dinheiro roubado pode proporcionar para eles.

  5. Lamenta a prisão de quem usou um Ministério para planejar desvios de benefícios dos aposentados??? Ah Não! Essa não!

Comente