Uncategorized

Fernanda Richa quer mais recursos federais para assistência social

fernanda-richa2

Nesta terça-feira, 5, em Brasília, a secretária Fernanda Richa (Desenvolvimento Social) defendeu a ampliação dos recursos federais aos serviços de assistência social prestados nos estados. “Estamos pontuando propostas para o pacto do sistema único de assistência social e entre elas, a defesa da contrapartida da União nos cofinanciamentos dos serviços de proteção especial de média e alta complexidade”, disse Fernanda durante o fórum nacional de secretários estaduais de assistência social.

Com a ampliação dos recursos federais, defendeu Fernanda Richa, “será possível elevar o repasse e estabelecer padrões mínimos” entre as prioridades e metas do Suas entre 2016 a 2019. As propostas têm com base no plano decenal e os secretários debatem as estratégias de apoio da União aos estados no pacto de âmbito estadual.

Eleita representante do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Assistência Social da Região Sul na Comissão Intergestores Tripartite, Fernanda Richa apresentou as propostas do Paraná para melhorar o atendimento às famílias. E como exemplo, citou o Pequeno Cotolengo, entidade que faz um importante trabalho na área de alta e média complexidade e não recebe nenhum repasse do governo federal. “O atendimento a esse grupo deve ser uma responsabilidade de todos, governo federal, estadual e municipal.”

Fundado há 51 anos, o Pequeno Cotolengo é referência em acolhimento, saúde, educação e qualidade de vida para pessoas com deficiências múltiplas. Desde 2011, a entidade recebe recursos do Governo do Paraná para o acolhimento e atendimento de 122 pessoas, um repasse de R$ 1.614,17 per capita.

Instituído em 2012, o pacto de aprimoramento do Suas é um instrumento de planejamento da política de assistência social, que prevê as metas e prioridades nacionais em relação ao sistema. Trata-se de um mecanismo essencial para o aprimoramento da gestão, dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais.

(foto: divulgação)

1 Comentário

  1. Mulher de fibra e com as costas largas!
    Estou com dona Fernanda e não abro!
    O que ela atura não é pouco, não é bolinho!!!

Comente