Uncategorized

Greca rebate
denúncia de Fruet

O advogado do ex-prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) respondeu a representação junto ao TRE Paraná pedindo ao juiz eleitoral para liberar o material apreendido ontem por determinação do juiz Jederson Suzin da 174º Zona Eleitoral. No entendimento de Walber Agra, coordenador jurídico da pré campanha de Greca, a decisão está equivocada pois o material apreendido está de acordo com a legislação eleitoral vigente e não configura campanha antecipada.

“Trata-se de um jornal partidário, dentro da legislação atual. Nossa propaganda é permitida pelo artigo 36-A da lei 13165 que modificou o parâmetro da propaganda antecipada. O único impedimento legal hoje pelo texto da lei que é explícito é o pedido de voto de forma escancarada, explicita. Em nenhum momento a lei impede uma propaganda que é partidária. Quem pagou foi o partido, através de financiamento claro e transparente. O que houve foi um cerceamento da liberdade partidária e de expressão de pensamento, isso é muito claro. A decisão foi equivocada. Temos certeza que o TRE irá reverter essa decisão”, enfatiza Walber Agra.

4 Comentários

  1. Existe de fato uma extrapolação, por parte de alguns candidatos. O povo não deve se iludir com o falastrão greca, quando este na inauguração do Brasil 500 anos a réplica de cabral naufragou… o maior fiasco.

    Não podemos permitir que curitiba naufrague também nas mãos de um sonhador.

    chegou a hora do Ney, curitiba precisa ser melhor orquestrada, com o fruet está fora do ritmo, dessintonizada e totalmente descompassada, quando andamos pelas ruas, bairros , praças e parques, provou que não tem competência.

  2. .
    PURA PERDA DE TEMPO E DINHEIRO. EMBORA O GRECA SEJA UMA DAS RESERVAS MORAIS DA POLÍTICA PARANAENSE, SEU TEMPO JÁ PASSOU … E COMO DIZEM, O CAVALO ENCILHADO JÁ PASSOU E ELE NÃO MONTOU…

  3. Angelo Antonio Responder

    Já começou O banditismo de lado a lado, tudo igual, farinha com o mesmo ranso

Comente