Uncategorized

Projetos do Paraná são apresentados à ONU
para futuras parcerias

JO__9967

A vice-governadora Cida Borghetti, secretários e técnicos estaduais detalharam nesta quarta-feira (27), em Curitiba, ações e projetos do Governo do Estado ao coordenador do Sistema Nações Unidas no Brasil, Niky Fabiancic. O Paraná é o primeiro Estado no País a adotar as metas globais definidas pelas Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável. Entre os temas apresentados estão gestão de projetos, combate à pobreza, monitoramento de desastres, segurança, educação, desenvolvimento dos municípios e preservação do meio ambiente.

Cida Borghetti explicou que um dos objetivos do Estado é cruzar dados e informações do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para oferecer aos gestores públicos informações mais exatas sobre a situação de cada município em diversos temas.

“Estamos integrados para construir políticas públicas de longo prazo, com foco no desenvolvimento sustentável e na erradicação da pobreza. As boas estratégias também podem servir de exemplo para outros estados e países da América Latina”, afirmou a vice-governadora.

De acordo com Niky Fabiancic, a presença ativa das Nações Unidas trará conhecimento, diálogo e ação. “O Paraná pode se beneficiar com as experiências das Nações Unidas e também tem muito a oferecer ao Brasil e demais países. Queremos a presença ativa e permanente do Estado. Vamos apoiar da melhor maneira possível, pois o sucesso do Paraná é também o nosso sucesso” afirmou.

NA PRÁTICA – O PNUD executa diversos projetos em diferentes áreas com o foco no desenvolvimento humano, no combate à pobreza e crescimento do em áreas prioritárias. Oferece aos parceiros apoio técnico, operacional e gerencial, por meio de acesso a metodologias, conhecimentos, consultoria especializada e ampla rede de cooperação técnica internacional.

Participaram da reunião os secretários da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Artagão Júnior, do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Bonetti, do Planejamento, Cyllêneo Pessoa Pereira Júnior; da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita; da Educação, Ana Seres, da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas; e o interino da Saúde, Sezifredo Paz, além dos diretores-presidentes da Celepar, Jacson Carvalho Leite; do Tecpar, Júlio Felix; e da Agência Paraná Desenvolvimento, Adalberto Netto, e outros técnicos do Estado.

DEFESA CIVIL – A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil apresentou a aplicação da ferramenta de Business Intelligence (BI), desenvolvida pela Celapar em conjunto com integrantes do órgão. Considerado um dos melhores sistemas informatizados do País, a ferramenta obedece aos tramites legislativos, de segurança e transparência nas atuações em função de desastres, incluindo ajuda humanitária, à população afetada.

De acordo com o secretário da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas, é preciso que o os municípios estejam preparados para enfrentar qualquer tipo de desastre que possa ocorrer no Paraná.

“O Estado tem investido fortemente em ações e na compra de equipamentos. Estamos disparando os alertas de desastres com bastante antecedência para que a população se prepare. O objetivo é que dentro da resiliência apresentada ao município seja possível recuperar e trazer o estado de normalidade o mais rápido possível”, afirmou Castilho.

CELEPAR – A Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) destacou a rede executiva de Governo. O banco de dados reúne informações de todas as áreas do Estado, mantendo a plataforma atualiza com os trabalhos e resultados efetivos de todas as secretárias e áreas do Governo.

“Com esta ferramenta todo o Governo passa a ter o mesmo discurso e nível de informação. Fica mais fácil essa integração da gestão pública, reforçando a visão de planejamento”, afirmou o diretor-presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite. O modelo é trabalhado há seis anos e está sendo implementado em outros estados.

PLANEJAMENTO – A Secretaria de Planejamento relatou os principais programas de investimentos e projetos em diversas pastas do Governo, como o Programa Paraná Competitivo, o Projeto Trem Pé-Vermelho e a Revitalização do Rio Iguaçu. Além, do trabalho de coordenação e viabilização de projetos, o bom posicionamento logístico do Estado e os principais setores industriais também foram destaque.

MEIO AMBIENTE – Os projetos sustentáveis foram o foco da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Foram apresentadas ações para o melhoramento do corredores de biodiversidade, mudanças climáticas e energia renovável.

AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO – Para o desenvolvimento dos municípios paranaenses, a Agência de Desenvolvimento do Paraná (APD), apresentou o Programa Municipal de Atração de Investimentos.

De acordo com o diretor-presidente, Adalberto Netto, o programa vai identificar e desenvolver os municípios. “O objetivo é levar prosperidade através da atração de investimentos. Isso é uma atividade muito desafiadora porque os municípios muitas vezes não estão familiarizados sobre como receber empresas e preparar o ambiente”, declarou.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA – Na reunião, também foi detalhado o sistema estadual de ensino, que conta com sete instituições presentes em 32 cidades, com mais de 94 mil alunos.

TECPAR – O Instituto de Tecnologia do Paraná, explicou sua atuação no trabalho de pesquisa, desenvolvimento e inovação, soluções tecnológicas e a produção biológica e imunológica de medicamentos de alta complexidade.

(foto: jonas oliveira)

Comente