Uncategorized

Em Paranaguá, Requião barra aliança com PV de Roque e vai coligar com DEM de Maron Filho

O senador Roberto Requião, presidente estadual do PMDB, barrou a coligação com o PV do candidato a prefeito Marcelo Roque. Coube ao secretário-geral do partido, deputado João Arruda, sobrinho do senador, comunicar o veto à coligação com os verdes de Paranaguá. “Nós (executiva estadual) por unanimidade, rejeitamos a proposto de coligação com o PV na cabeça de chapa, exatamente porque o candidato do PV já sofreu uma condenação, e hoje provavelmente será condenado novamente pelo Tribunal de Justiça e se tornará inelegível”, disse Arruda.

“Isso coloca em risco o projeto do PMDB no município, enfim, de algo que nós poderemos fortalecer nosso partido em Paranaguá. Por unanimidade os 13 membros da executiva rejeitaram a possibilidade do PMDB apoiar o PV no município. Caso eles insistam nessa tese, nós vamos entrar na Justiça e anular o registro de candidatura e aliança com o PV no município”, completou.

3 Comentários

  1. QUE BARBARIDADE! QUE SITUAÇÃO QUE SE ENCONTRA A CIDADE DE PARANAGUÁ; SERÁ QUE NÃO EXISTE UM CANDIDATO A PREFEITO NAQUELA CIDADE QUE NÃO SEJAM ESSES CITADOS? O ROBERTO REQUIÃO E SEU SOBRINHO, DEVERIAM TER VERGONHA DE APARECER EM PARANAGUÁ, PELO QUE O IRMÃO E TIO, CONHECIDO COMO VOVÓ NANÁ E UM TAL DE DANIEL “FIÉL”DE SOUZA “APRONTARAM” – OPERAÇÃO DALLAS DA POLÍCIA FEDERAL NÊLES – SEGUNDO OS JORNAIS DA ÉPOCA, NO PORTO DE PARANAGUÁ.

  2. Então se aliar com o DEM é a solução vai ser o sapo carregando o escorpião tenham juízo e procurem o PT se o PMDB., não tem candidatura própria.

Comente