Uncategorized

A reportagem da
Veja e a sua capa

veja-capa

O Antagonista

De acordo com O Globo, nas tratativas iniciais, não há anexo de delação em que Léo Pinheiro se comprometa a acusar Dias Toffoli ou qualquer outro ministro do Supremo.

Na sua reportagem, a Veja não disse que Léo Pinheiro havia se comprometido a acusar Dias Toffoli no termo da delação a que teve acesso. A reportagem afirmou que a citação do nome do ministro, associado a uma reforma, tinha potencial explosivo.

A chamada da capa da revista — “Empreiteira delata ministro do Supremo” — foi esquentada.

4 Comentários

  1. Essa e outras artimanhas é que desqualificam a veja e permitem que seus críticos ataquem seus editores. A revista deveria ser mais séria e sóbria na vinculação de suas matérias. Para uma revista com o seu volume de leitores, credibilidade é tudo.

  2. Mesmo que não tenha sido delatado, a simples citação do nome de um ministro do STF, no momento atual, já abre um vasto leque para debates do que é verdade e do que é mentira. Um jornalista que atua numa revista do porte da Veja, tem que pensar duas vezes antes de terminar uma matéria, especialmente quando o assunto é honra, corrupção, coisas que está colocando o Brasil de cabeça para baixo. Que o fato apontado pelo empresários existiu isto o ministro sabe muito bem que sim. Agora, se foi procedimento errado da parte dele,ele é quem deve dar explicações a sociedade, afinal ele é um ministro do STF, mas certamente não está acima da lei..

  3. Tem gente na Veja querendo melar a delação do Léo da OAS!!! O PETISTA ANDRÉ PETRY, por exemplo!!!!

  4. Moisés Fróes Responder

    A delação foi suspensa devido à citação do nome do Min. corruPTista Tóffoli.

Comente