Uncategorized

Proposta defendida por Moro é coisa de ‘cretino’, diz Gilmar

sergio-moro-e-gilmar-mendes-dao-ultima-cartada

O ministro Gilmar Mendes, do STF, afirmou nessa terça (23) que integrantes do Ministério Público Federal devem “calçar as sandálias da humildade”. Classificou ainda de “cretino” quem criou proposta de combate à corrupção defendida pelo juiz Sérgio Moro e pelo coordenador da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol. “É aquela coisa de delírio. Veja as dez propostas que apresentaram. Uma delas diz que prova ilícita feita de boa-fé deve ser validada. Quem faz uma proposta dessa não conhece nada de sistema, é um cretino absoluto. Cretino absoluto. Imagina que amanhã eu posso justificar a tortura porque eu fiz de boa-fé”, disse o ministro. As informações são de Gabriel Mascarenhas na Folhapress.

Mendes refere-se ao pacote de projetos de lei entregue ao Congresso por integrantes do Ministério Público Federal em março com mais de dois milhões de assinaturas de apoio. O pacote propõe a adoção de novos instrumentos de investigação para combater a corrupção. Um dos principais entusiastas das chamadas “dez medidas contra a corrupção” é o procurador Deltan Dallagnol.

Um dos tópicos do texto flexibilizaria a utilização de provas obtidas ilicitamente, desde que não haja má-fé por parte do investigador que a colheu. A proposta em questão tem apoio de Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato. O magistrado saiu em defesa da medida, por exemplo, quando participou de audiência na Câmara, no último dia 4.

Mendes voltou a criticar a decisão do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, de suspender as negociações de um acordo de delação premiada com ex-executivos da empreiteira OAS após vazamento de detalhes confidenciais. “Não acho que seja o caso suspender a delação ou prejudicar quem esteja disposto a contribuir à Justiça. Tenho impressão de que estamos vivendo momento singular […] Depois, esses falsos heróis vão encher os cemitérios, a vida continua”, afirmou o ministro.

Na opinião de Mendes, os investigadores foram os responsáveis pelo vazamento de informações publicadas pela revista “Veja” revelando que o ministro do STF Dias Toffoli foi mencionado em depoimento de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS.

“E as investigações do vazamento daquelas prisões preventivas, onde estão? Já houve conclusão? O resumo da ópera é: você não combate crime cometendo crime. Ninguém pode se achar o ‘o’ do borogodó. Cada um vai ter seu tamanho no final da história. Um pouco mais de modéstia, calcem as sandálias da humildade”, criticou Mendes, referindo-se aos investigadores.

(foto: internet)

10 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Reply

    Gilmar está coberto de razão. Algumas das tais dez mandamentos-medidas, reveladas por alguma divindade jurídica do alto da pedra Tarpeia, faz as gargalhadas de Torquemada ecoar nas profundezas do inferno. Fidel e Raul poderão alegar que torturaram de boa fé e depois o paredón foi mera consequência.

  2. Estamos ao lado do Exmo. Sr. Juiz Sergio Moro, que vem combatendo com heroísmo esta máfia política. Os que se contrapõem ao combate aos bandidos que são os verdadeiros cretinos. Temos que usar todos os meios para pegar a bandidagem, nem que tenham que ir para o “pau de arara”.

  3. Ao meu ver, o que acontece com o Ministro Gilmar Mendes, com todo o respeito que devo aos que exprimem suas opiniões, mas por se tratar de um membro do STF, que com uma longa cerreira nunca tomou a iniciativa que o jovem Juiz Federal Sergio Moro tomou, mais me parece uma grande “dor de cotovelo”, por ver o nascimento de uma nova mentalidade jurídica, que da República de Curitiba, como gosta de falar o ex-presidente Lula, mobilizou a opinião pública com a máxima de que ” lugar de ladrão é na cadeia, seja ele pobre ou executivo, pois a Lei é para todos”. Por muito tempo convivemos com largos elogios dos ministros do STFaos membros do Executivo Federal dos períodos Lula e Dilma, sem nunca terem se preocupado com o que eles faziam destruindo nosso país. E tem mais: chamar de “CRETINO”um homem da envergadura de um Sergio Moro é, no mínimo, falta de respeito, não somente ao Juiz Federal mas aos brasileiros que passaram a ver em suas ações uma luz no fim do túnel, ao assistirem os noticiários onde aqueles, então bajulados pelos aristocratas e paladinos da Justiça, eram conduzidos aos cárceres carregando uma tornozeleira eletrônica na perna, como um simples delinquente. Ainda que de gravata, mas delinquentes.
    Honestamente, até acredito que o Ministro Gilmar Mendes deve ter tido uma noite mal dormida e acordou com uma forte dor de cabeça, e de forma impensada tomou uma atitude deste tamanho. Chego a acreditar que a qualquer momento deveremos tomar conhecimento do seu pedido de desculpas por este tão malfadado gesto de atacar o Juiz Federal que está varrendo a corrupção neste país.

  4. ricardo crovador Reply

    Isso aí não vale nada. Merece a câmara de gás do Alborghetti. Prende num lugar estreito e solta um bujão de gás do teto. Depois enterra em pé pra economizar lugar no cemitério.
    Só o que faltava, esse figura falar do Moro.

  5. QUE TAL UMA INVESTIGAÇÃO NA GRILAGEM DE TERRAS NO MATO GROSSO? SERÁ QUE PODERIA SER ENCONTRADO ALGUM CRIME? QUEM FALA DEMAIS MORRE PELA LÍNGUA!
    DEVAGAR COM O ANDOR QUE OS SANTOS NÃO SÃO SUPREMOS, SÃO DE BARRO.

  6. São 10 as Medidas contra a corrupção mas tem 2 que realmente, estão fora da casinha.
    Gilmar criticou uma delas,a que o comentarista
    DOUTOR PROLEGÔMENO exemplificou muito bem.

  7. Que país é esse?
    O Moro e sua tropa defende prova ilícita, contrariando a Constituição do Brasil.
    Daí ele é herói dos ignorantes.
    Vem o Gilmar Mendes e defende a Constituição, daí ele é anti-herói?
    Bando de ignorantes baba ovo do moro.

  8. eleitor desmemoriado. Reply

    Concordo com o Gilmar Mendes, esta Operação Lava Jato é mesmo uma encheção de saco, já passou da conta, precisa acabar o quanto antes, libertar este pobres torturados, gente que confessou até os crimes que ainda não cometeu. Apoiado Gilmar Mendes, vamos por na rua todos os injustiçados que estão puxando cana por crimes de corrupção dos quais são totalmente inocentes.

  9. Franco Albuquerque Reply

    PARA GILMAR – Não são validas denuncias contra seus aliados.

    DENUNCIA CONTRA LULA – Mendes voltou a criticar a decisão do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, de suspender as negociações de um acordo de delação premiada com ex-executivos da empreiteira OAS após vazamento de detalhes confidenciais. “Não acho que seja o caso suspender a delação ou prejudicar quem esteja disposto a contribuir à Justiça. Tenho impressão de que estamos vivendo momento singular […] Depois, esses falsos heróis vão encher os cemitérios, a vida continua”, afirmou o ministro.

    DELAÇÃO DA JBS CONTRA TEMER:
    Para Gilmar, o acordo de delação negociado por Janot, que incluía o primeiro áudio da conversa gravada por Joesley Batista, dono da JBS, mas ignorava a existência do segundo áudio, revelado na segunda-feira (4), “é um desastre”.

Comente