Uncategorized

Renan critica decisão de Fux e diz que Congresso deve recorrer

renan-calheiros-2

Um dia depois de ser derrotado e de ter que desistir da votação do projeto de lei que pune o abuso de autoridade, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou nesta quinta-feira, 15, a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, de anular a votação da Câmara do projeto das dez medidas de combate à corrupção. As informações são de Cristiane Jungblut n’O Globo.

Renan classificou a decisão de “indefensável” e uma interferência em assuntos internos do legislativo. Ele disse que o Congresso deve recorrer da decisão junto ao Supremo e que vai conversar com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre a ação judicial a ser adotada.

A proposta foi votada na Câmara, onde foi totalmente alterada, e depois remetida ao Senado. Agora, Fux determinou que ela retorne à Câmara para nova votação.

(foto: cristalvox)

9 Comentários

  1. Sergio Silvestre Responder

    Reparem na esbornia que virou esses supostos guardiãs da moralidade,não se entendem e ai se ve como são medíocres.
    Ali tem uma pá de sujeitos que deveriam estar na cadeia e não executando e fazendo leis.

  2. Doutor Prolegômeno Responder

    O judiciário e o MP pretendem governar o país. Quem sabe, busquem uma solução inspirada na velha república romana, com dois cônsules, sendo um magistrado e o outro, um procurador. Talvez um triplo consulado, como ocorreu antes da extinção da república romana e o surgimento dos imperadores. Extinguir o senado e a câmara, dois órgãos abomináveis, devastados pela corrupção e pela concupiscência. Seriam substituídos por um tribuno da plebe, imaculado e corajoso, que representaria o povo e combateria dos políticos safardanas, jogando-os do alto da rocha Tarpeia, amarrados num saco com um gato selvagem.

  3. Sabe o que vai acontecer ? Nada
    o STF está desmoralizado, se borrou para o Renan Calhorda uma
    vez, agora vai acontecer novamente.
    Quem manda no País é o Calhorda e ponto final.
    Vamos pra rua povo !!!!

  4. Diante de tanta desorganização e desorientação o Ministro Fux
    chutou a bola com o calcanhar, isto é, retornando para a Camara
    dos Deputados o assunto terá que ser sabatinado desde o início
    e quem sabe o projeto não passa a ser analisado na íntegra. Pelo
    menos este ano e na base do tropeço o projeto não vai sair…

  5. O Renan conseguiu peermanecer na Presidencia do Senado na
    base da maracutaia e logo em seguida tentou desarquivar um pro-
    jeto chinfrim de abuso de autoridade que na verdade bloqueia o
    livre funcionamento do Ministério Público. É um bandido de marca
    maior mesmo.

  6. Assuntos como este que é importante para fortalecer a Lava Jato
    precisam ser aprovados com urgencia e principalmente levando-se
    em consideração que é um voto popular. A tentativa de blindagem
    que os políticos manipulam é no mínimo vergonhoso…

  7. A maior prova de que os políticos não valem nada é ter o Renan
    como Presidente do Senado e o Temer como Presidente da Repú-
    blica. Colocaram dois lobos bem felpudos dentro do galinheiro.

  8. -Sob o ponto de vista moral, a decisão do Ministro Luis Fux foi a mais sensata possível. Sob o aspecto jurídico é outra conversa.
    -A decisão baseia-se no anseio do povo e no apoio ao projeto das dez medidas contra a corrupção. Tal projeto foi desvirtuado propositadamente pela classe política e votado, não atendendo os anseios populares e somente aos interesses dos próprios políticos. Vergonha nacional!!!

  9. Pela primeira vez, concordo com vc, SS. Aquilo lá (O Congresso) virou uma casa de tolerância, formada por uma maioria desavergonhada, corrupta, sem o menor brio e vergonha na cara.
    Estão mesmo se lixando para o povo, para o país que está se atolando a cada dia num buraco sem fundo.; a única prioridade agora é salvar suas cabeças enlameadas pela imundície da gatunagem.

Comente