Uncategorized

Em Foz, prefeita nomeia servidores para secretarias

prefeita-ines

A prefeita de Foz do Iguaçu, Inês Weizemann (PSD), só nomeou servidores de carreira da prefeitura para compor seu secretariado. A exceção é advogado Joel de Lima, do quadro da Itaipu Binacional, que ocupa a Secretaria de Saúde. Os salários de Lima serão pagos pela binacional. Outros dois diretores também não são servidores municipais.

A prefeita ocupa interinamente o cargo até que a Justiça Eleitoral marque a data da nova eleição a prefeito da cidade. “O principal desafio dos secretários será a redução de cargos e a retomada de obras. Foz do Iguaçu precisa entrar no rumo certo, e cabe a nós, prefeita, secretários, diretores e servidores, além dos vereadores, devolver a alegria e a confiança ao povo iguaçuense”, disse Inês.

(foto: PMFI)

2 Comentários

  1. CLOVIS PENA- Limpando a área ! Responder

    “……cabe a nós, prefeita, secretários, diretores e servidores, além dos vereadores, devolver a alegria e a confiança ao povo iguaçuense”, disse Inês.”

    Neste Brasil onde a impunidade estimula o feito errado e criminoso, é bom ver uma atitude como esta .
    Servidores, além do maior apego pela imagem da prefeitura, têm mais a preservar no sentido pessoal.
    Por isto, nesta fase de transição, em que a pauta de notícias da prefeitura é mais policial, de denunciados e até condenados pela justiça, a proteção preventiva explica-se.

  2. PRISÃO DE TULIO BANDEIRA Responder

    A Polícia Federal prendeu no início da manhã desta quarta-feira (11) o advogado Túlio Bandeira, foragido da Justiça desde a 5° fase da Operação Pecúlio, no dia 15 de dezembro de 2016. Segundo a assessoria da PF, Bandeira estava em uma chácara no interior do município de Dionísio Cerqueira, em Santa Catarina, na fronteira com a Argentina. As informações são da Rádio Cultura. Bandeira foi preso no início da manhã e trazido para a Delegacia da Polícia Federal de Foz do Iguaçu. Além da Polícia Federal, Túlio Bandeira também era procurado pela Polícia Internacional (Interpol), após a suspeita de que poderia estar do país.

Comente