Uncategorized

Cabo de guerra

Painel, Folha de S. Paulo

As primeiras conversas entre o Planalto e a Câmara indicam que a tramitação da reforma da Previdência não será tão fácil quanto Michel Temer esperava. O governo quer que o relatório final seja apresentado na comissão especial até março, mas foi avisado de que não deve ficar pronto antes de abril. O mercado vê a data como limite para que a aprovação final no Congresso aconteça ainda no primeiro semestre, o que considera essencial para as agendas política e econômica do peemedebista.

Comente