Uncategorized

Moreira Franco liberado para ocupar Secretaria da Presidência de Temer

TEMER / POSSES MINISTROS
Um dia após a Justiça do Distrito Federal impedir a nomeação de Moreira Franco na Secretaria Geral da Presidência por Michel Temer, decisão da segunda instância derruba o impedimento e libera o peemedebista para ocupar o cargo que lhe concede foro privilegiado.

A Advocacia-Geral da União (AGU) notificou a nova decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, contra a medida de Eduardo Rocha Penteado, juiz da 14ª Vara Federal do DF. O magistrado havia aceitado um pedido de três cidadãos em ação popular e suspendeu a nomeação de Michel Temer.

A justificativa levantada pela ação era de que Temer tentava salvar Moreira Franco de possíveis investigações na primeira instância, após Moreira Franco entrar para a mira da Lava Jato e as delações dos 77 executivos e ex-funcionários da Odebrecht avançarem.

Segundo delação do vice-presidência de Relações Institucionais da empreiteira, Claudio Melo Filho, o braço direito de Michel Temer nas mudanças econômicas do Brasil, sobretudo as privatizações e pacote de concessões teria recebido R$ 3 milhões em propinas em 2014.

O executivo informou à Procuradoria-Geral da República que Moreira Franco cancelou um plano para a construção de um terceiro aeroporto internacional de São Paulo, em Caieiras, em troca dos R$ 3 milhões – de “propina” e não de doação eleitoral, havia enfatizado Melo.

Ainda nesta quinta-feira (09), o ministro da Casa Civil e um dos porta-vozes do governo Temer, Eliseu Padilha, disse que a suspensão da posse de Moreira Franco por um juiz federal “não causa nenhum constrangimento”.

“Nós temos de cumprir as decisões judicais. Não significa dizer que a gente concorda por inteiro e exercitamos, quando é o caso, o recurso. Da parte do governo federal, não há nenhum constrangimento”, afirmou.

4 Comentários

  1. Marcus Aurélio de Castro Responder

    Ops! Houve mais uma reviravolta nessa novela. Outro Juiz já mandou o Angorá voltar para a sua almofadinha.

Comente