Uncategorized

Requião racha o que sobrou do PMDB do Paraná

unnamed

Após reduzir a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa de 13 para oito e, depois, apenas quatro deputados, o senador Roberto Requião, presidente estadual do partido, vê os deputados peemedebistas novamente contrariar suas ordens, orientação e predileção. O motivo, agora, é a indicação do deputado Osmar Serraglio para o Ministério da Justiça.

Desafeto de Serraglio, Requião desancou a indicação em vídeos publicados nas redes sociais, mas viu os deputados Anibelli Neto, vice-presidente do PMDB paranaense, Nereu Moura, líder do partido na Assembleia e Ademir Bier comemorarem a indicação. Em nota, os parlamentares desejaram sorte a Serraglio. O único deputado estadual a não assinar a nota foi Maurício Requião, filho do senador.

5 Comentários

  1. clarice franze Responder

    E O MEDO DE CHEGAR EM CASA , LEVAR UNS TABEFES E CE CASTIGO?

    PODE ACREDITAR…….A DINASTIA REQUIÃO JÁ ERA.

  2. Parreiras Rodrigues Responder

    Midas ao contrário. Tudo o que toca, enferruja.

    Fica dando uma de castigar peemedebistas que não abraçam as suas preferencias, como o pessoal de Foz.

    Esquece-se que mandou os diretórios históricos do MDB-PMDB de Nova Londrina e o de Paranavai, para as cucuias, trocando-os pelas lideranças também históricas da Arena, Arlindo Troian e Lauro Machado, respectivamente.

  3. O Requião se acha o tal mas acabou ficando só com a família dele.
    As bravatas ficara só entre quatro paredes mesmo. Isto é resultado
    do comportamente sempre agressivo que norteou a sua vida polí-
    tica.

  4. Lava sua boca seu pilantra, pra falar do doutor Osmar Serraglio, uma pessoa correta, honesta e trabalhadora. Até que enfim um político do Paraná vai poder se destacar no cenário nacional, porque ultimamente os destaques do Paraná são via lava jato, ou seja político preso.

Comente