Uncategorized

A primeira crise
interna de Greca


Diz um habitante da área do gabinete do prefeito Rafael Greca que o clima está muito tenso no pedaço. O linguajar passou a seer chulo e o tom de voz se elevou. Dramático, em tão pouco tempo Greca já está a matutar sobre a possibilidade de substituir secretários.

Pudera. A avaliação é de que os primeiros setenta dias de Greca no cargo foram desastrosos. E se havia dúvidas sobre os maus bofes da população, elas se dissiparam por iniciativa da própria esquadra de comunicação municipal que resolveu fazer uma pesquisa no site da própria prefeitura.

Resultado: 76,9% dos que responderam disseram que os serviços da atual gestão pioraram. A minoria, 23,1%, respondeu positivamente. Greca, sem ter outra explicação para o fracasso, disse que não acredita em pesquisa.

5 Comentários

  1. O problema do Greca é que ele sentou no tomate, com o peso que tem deu no que está dando. Mas o que foi a pá de cal que queimou o Greca com a população foi, em primeiro lugar aplicar este tarifaço no repço da passagem do busão, foi de arrebentar o bolso da tigrada. E depois desta mancada colossal aparecer de beijos e abraços com o dono de mais da metade dos ônibus da RMC, aí o Greca só podia despencar no gosto da população, lesada pelo dono dos ônibus.

  2. O prefeito precisa entender que o Executivo, em vários setores, a começar pelas regionais onde chegam as reclamações da comunidade, ainda habitam até com certos poderes, ” agentes políticos da gestão anterior”, que nos contatos com os moradores falam abertamente que a escolha da população foi errada, que Fruet estava fazendo um trabalho a médio prazo, que neste ano de 2017 é que dariam bons resultados. Greca é inteligente o suficiente para saber que as regionais é quem mantém contato direto com os eleitores e os agentes públicos que fazem este trabalho devem ser pessoas preparadas para a esta realidade. Hoje, na maioria das regionais, o que se vê são indicados de políticos, salvo duas ou três indicações, sem nenhuma condições de falar em administração pública, pois sem cultura média, suas origens são extremamente fraca e até fazem parte da massa popular que precisa da prefeitura para regularizar suas vidas. Se um agente tem problemas que ele não consegue resolver, como é que ele vai ajudar alguém que tem o mesmo problema?
    Prefeito, indicação politica nem sempre vem acompanhada de qualidade e capacidade. Afinal, um agente político fala em nome do prefeito em cujo programa de governo deve acreditar plenamente. Ou não?
    Ainda é tempo……

  3. Vou aproveitar a matéria, parabéns fizeram o Bairro do Capão da Imbuia neste domingo um espetáculo vergonhoso, moradores não puderam sair, de seus casas, nem para o trabalho, todas as ruas fechadas, policias despreparados para lidar com as pessoas, principalmente os idosos. Vamos por ” AULA DE MORAL E CIVICA”

  4. Astolpho Macedo Souza Neto Reply

    A nossa ex “Presidenta “Dilma não domina nenhuns lingua estrangeira, o que não me surpreende, pois domina muito mal até nosso português .
    Quanto as eleições em 2018 ela disse que já começou, não tenho dúvidas, mas acredito que ela não tenha pretenções, seria ridículo qualquer intenção inclusive do Lula.
    Quanto ao nosso Rafael, ele precisa de mais tempo para podermos cobrar resultados, alguns ajustes no secretariado e pronto Tenho certeza que Curitiba vai voltar aos dias de gloria. Obrigado

  5. Rafael Correia Reply

    Penso que ainda essa afirmação é prematura e sobretudo capiciosa,pois pegar a prefeitura com quase 1milhao e meio de dívidas e ainda fazer o trem andar não é pra qualquer um.
    Precisamos dar tempo para que se recomponha o caixa e que a gestão possa fluir e o prefeito possa mostrar o seu trabalho.

Comente