Uncategorized

Precisa muito
papel higiênico

O pessoal da oposição está preocupado com o que a prefeitura de Curitiba faz durante o horário de trabalho. Nos primeiros dias do ano, decerto prevendo a lambança que viria pela frente, a Secretaria Municipal de Planejamento e Administração autorizou, via pregão eletrônico, o gasto de R$ 49.432,11 em papel higiênico.

E tudo foi, numa rasteira à língua portuguesa, bem especificado: “PAPEL HIGIÊNICO, 300M, FARDO C/ 8 ROLOS, branco-neve, sem perfume (neutro), folhas (100% celulose), macia, absorvente e homogênea, não deve conter furos ou lacunas em sua extensão (isentas de materiais estranhos como partículas plásticas, metálicas, lenhosas, etc), gofradas e” – o texto termina assim, com este “e” sozinho. Um vereador chegou a dizer que o estoque não dura três meses.

3 Comentários

  1. Por que você acha que a PF fitou os olhos na UFPR pra investigar desvio de verbas? Ué, o governo federal tava dando milhões, e não tinha papel higiênico lá? Agora a prefeitura de Curitiba não tem papel higiênico, mas é uma cidade que arrecada dinheiro certo? Recebe verbas federais e (supostamente) estaduais. Daqui a pouco a PF tá aí vendo pq, recebendo milhões, não há dinheiro para papel higiênico?

    By the way… a PF vai continuar de olho na UFPR? Eu faria o vestibular mais tranquila se meu nome, sobrenome, RG, data de nascimento, número de inscrição etc etc etc não tivesse nas folhas da prova discursiva. Na UEM e UFSC somos um número, mas na UFPR só falta o número dos documentos dos nossos país, avós…

Comente