Uncategorized

Enfim, Benjamin
pede a cassação

Depois de horas de leitura de voto, o ministro Herman Benjamin enfim disse que, com base nas provas que listou, houve abuso de poder econômico na campanha de Dilma e de Temer em 2014. Ele defende as consequências previstas na lei: “Meu voto é pela cassação da chapa presidencial eleita em 2014 pelos abusos que foram apurados nesses quatro processos”.

Benjamin, que se preparou para entrar para a história, terminou sua leitura. Agora, a sessão está interrompida e reinicia às 15;00. À tarde, os demais seis ministros votarão.

4 Comentários

  1. Doutor Prolegômeno Responder

    Esses votos intermináveis são uma zombaria. Falações infindáveis, frases de efeito, trololó infinito. Vanitas, vanitas…

  2. Necessitamos por ordem em todas as casas, desde Brasilia até as nossas. Concordo, cassação da Chapa e principalmente Diretas com novos candidatos sem qualquer indicio de irregularidades.
    Belo site…

  3. Daniel Fernandes Responder

    Assistindo a uma parte da votação, comentei com minha esposa ontem, que se fechássemos os olhos e apenas ouvíssemos o falatório, pensaríamos estar em uma aula de Escolástica em plena idade média.
    Pois o excesso de floreios e voltas retóricas, para acabar chegando a conclusões banais ou simplesmente injustificáveis é do mesmo tipo da Escolástica.

  4. O que ele queria conseguiu: entrar para a história do Brasil como o homem que pediu a cassação de um presidente. De resto ele nada mais fará como aliás, nada fez até agora em defesa da verdade naquela corte onde o mais forte economicamente prevalece ao mais fraco, mesmo que a verdade seja verdade.

Comente