Uncategorized

Retaliação e revolta no Senado

Começou a época da vingança servida em prato ainda quente no Senado. Como a reforma trabalhista não vingou ontem na Comissão de Assuntos Sociais, o governo começou a mandar recado para o futuro.
Foram publicadas hoje a exoneração de Vicente Ferreira do cargo de diretor de planejamento e avaliação da Sudeco e de Francisco Nilo Gonsalves Júnior, que era superintendente da Secretaria do Patrimônio da União no Distrito Federal. Os dois foram indicados pelo senador Hélio José, PMDB/DF, que votou contra a reforma ontem.
Para criticar a medida, o senador chamou o governo de corrupto e disse que o Palácio do Planalto faz balcão de negócios com os parlamentares.
Até pode ser, ninguém duvida, mas é bom lembrar que Hélio José, no ano passado quando defendia a indicação de Francisco Nilo Gonçalves Júnior para o cargo, ele disse que nomeava “a melancia que quiser” e que quem não “estiver com ele” pode “cair fora”.

Comente