Uncategorized

Ratinho Junior pede “reforma na vida pública”

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, pediu “uma reciclagem na vida pública, com menos ideologia e mais metodologia na política”, ao falar no 1º Congresso Interestadual de União e Fortalecimento da Vereança em Curitiba. Ratinho Junior também fez uma análise da situação atual do País, ao apontar a necessidade de uma visão mais moderna de gestão pública, com inovação tecnológica. Apontou ainda como saudáveis e importantes, para o País, as ações da Lava Jato.

“Nós estamos expondo as vísceras da corrupção no Brasil para a população. Mas é preciso mais. É preciso também que se faça uma reforma profunda no setor público. Por exemplo, no pacto federativo. Não é possível mais Brasília ficar com 70% de tudo o que nós arrecadamos e pagamos de impostos. Não é possível mais. Não é possível o Estado organizado, como o Paraná, pagar pelo preço de estados incompetentes na área pública. Estados quebrados que vão pegar, hoje, R$ 8, R$ 10 bilhões dos cofres da União, enquanto o Paraná e outros estados organizados não tem o mesmo tratamento”, resumiu.

Parceria – Ratinho Junior parabenizou a Uvepar por realizar o debate, com palestrantes com conteúdo para auxiliar as câmaras municipais a buscar soluções para o País por meio de uma reciclagem de quem está na vida pública. Ratinho Junior também agradeceu a parceria com prefeitos e vereadores do Paraná na construção desta gestão pública moderna e transformadora.

“Pois, assim, se fazem as parcerias e convênios com o Governo do Estado, com o apoio de deputados, da Agência de Fomento Paraná, com o Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) que nos levam a bater recordes em projetos de ações, obras e serviços para a melhoria da qualidade de vida da população. Fato reconhecido até pela doutora Ho Yin Cheng, da Secretaria do Tesouro Nacional. Nós só temos de agradecer e reconhecer o esforço de todos”, destacou.

Para o secretário do Desenvolvimento Urbano, esta é a demonstração de uma organização responsável, de parceria com o município, com os vereadores, com o Governo do Estado, com a Fomento Paraná – o agente financeiro da Sedu e do Serviço Social Autônomo/ Paranacidade -, com o BRDE. “Sem dúvida, é uma demonstração de que o Paraná realmente tem conseguido estar na contramão de tudo isso que vem acontecendo no Brasil”, resumiu.

3 Comentários

  1. eleitor desmemoriado. Responder

    Apoiado, começando por você mesmo, Ratinho. Caia fora da política e dê espaço para gente nova, sem o rabo preso com ninguém.

Comente