Uncategorized

Servidor que reduzir jornada poderá ter emprego privado

O governo vai permitir que os funcionários públicos que optarem por uma jornada reduzida, com corte proporcional nos salários, tenham outro emprego no setor privado. A possibilidade está prevista no texto da medida provisória (MP) em elaboração pelo governo, que vai criar ainda um novo programa de desligamento voluntário (PDV) federal e estimular licenças não remuneradas. Só será proibido o exercício de atividades no mesmo ramo de atuação do serviço público. Por exemplo: se o servidor pertencer ao quadro do Ministério de Minas e Energia, será vedado a ele trabalhar nas áreas de energia elétrica, petróleo e gás. Atualmente, isso é proibido pela legislação.

A medida tem a finalidade de atrair a adesão dos servidores à redução da jornada, uma das principais apostas do Planejamento para reduzir despesas com pessoal. Por ser inédita no setor público, a pasta não dispõe de estimativas sobre número de adesões e redução de despesas. As informações são d’O Globo.

2 Comentários

  1. Taí uma boa proposta, pois o bom servidor não aguenta mais trabalhar no meio dessa cambada corrupta.
    A solução é:
    – Acabar com o excesso de Deputados e Senadores ( a metade já estaria de bom tamanho);
    – Rever o número de municípios por Estado ( há município que não tem auto sustentação);
    – Rever o abuso salarial, TAMBÉM do JUDICIÁRIO ( além de altos salários, mais mordomias à parte);
    E tem mais…precisamos diminuir os gastos da máquina pública, para diminuir impostos, assim o haverá mais investimento industrial/comercial com mais empregos…

  2. Conversa para boi dormir! Como reduzir uma jornada que já é reduzida, pois não se cobra o ponto! Mais uma enganação!!!

Comente