Uncategorized

Vereadora quer preços populares para ingressos de eventos esportivos

Tramita na Câmara de Vereadores mais um projeto esquisito. Dessa vez a autora é Katia Dittrich (SD). Ela quer que 20% dos ingressos de eventos esportivos sejam comercializados a preços populares. A cota deve ser destinada à população de baixa renda, que deve ser comprovada através de vínculo a programas de governo, e o valor cobrado não poderá exceder 50% do valor do ingresso mais barato disponibilizado ao público em geral. O descumprimento da lei acarretará multa aos gestores, administradores e concessionários de estádios de futebol, arenas, e outros equipamentos esportivos localizados no município.
Muito bem, é bom pensar que as camadas mais pobres da sociedade poderão ter este tipo de lazer incluído em seu quotidiano se assim quiserem. E também, vale lembrar, que estádios e arenas normalmente não têm gente saindo pelo ladrão, há lugares que podem ser preenchidos com esse tipo de ação.
Mas daí, a tornar isso uma lei e interferir na livre escolha de como entidades particulares administram seus eventos tem uma longa distância.
Será que a vereadora já tentou propor, por exemplo, uma conversa ampla e aberta com os responsáveis por eventos esportivos da cidade para ver o que eles podem sugerir a respeito?
Quando a imposição de meia-entrada para públicos específicos em programas culturais e esportivos virou lei, como forma de compensar, os valores de entradas inteiras subiram muito. É possível que coisa parecida aconteça no futebol de domingo…

2 Comentários

  1. Desta vereadora, “dos animais de rua”, não se pode esperar muito…no máximo estes absurdos de sempre…

    Quando será que vão aprender que onde o estado poê a mão, estraga!

Comente